Acusado de tentar incendiar a Catedral de St. Patrick foi preso em Newark

Foto7 Marc Lamparello 1 Acusado de tentar incendiar a Catedral de St. Patrick foi preso em Newark
Após a missa noturna de domingo (14), Marc Lamparello teve ser tirado à força do interior da Catedral Sagrado Coração, em Newark
Foto13 Catedral Sagrado Coracao Acusado de tentar incendiar a Catedral de St. Patrick foi preso em Newark
A Catedral Sagrado Coração (detalhe) é a 5ª maior na América do Norte

Marc Lamparello se recusou a sair da Catedral Sagrado Coração e havia comprado um bilhete só de ida para Roma, Itália

Dois dias antes de tentar entrar na Catedral de St. Patrick portando 4 galões de gasolina, 2 garrafas de acelerante e 2 isqueiros a gás, Marc Lamparello, de 37 anos, foi preso quando se recusou a sair da Basílica do Sagrado Coração, em Newark, informou o Xerife Armando Fontoura, do Condado de Essex. O suspeito, residente em Hasbrouck Heights, é acusado de tentativa de incêndio, perigo displicente e invasão de propriedade em Nova York.

Ele se recusou a sair da famosa catedral em Newark, a 5ª maior na América do Norte, quando uma missa noturna terminou às 10:20 pm, no domingo (14), detalhou Fontoura na quinta-feira (18).

“Tirem-me daqui algemado, prendam-me. Eu não vou sair”, relatou o Xerife. “Eu não estou saindo, esta é a casa de Deus e não vou sair”, disse Lamparello.

“Os agentes tentaram convencê-lo a ir embora e ele disse ‘não, não, eu não vou sair”, acrescentou Fontoura. Então, os policiais que vigiam o local chamaram o bispo ao púlpito para abençoar Lamparello. “Nós pensamos que havia acabado e ele iria embora, mas, então, ele se jogou no piso entre dois bancos”.

Os policiais, então, o algemaram e levaram para a delegacia central, onde ele foi autuado e acusado de invasão, desordem e obstrução da justiça. Fontoura detalhou que os agentes ficaram preocupados com o estado emocional de Lamparello e contataram profissionais de saúde para avalia-lo.

“Os paramédicos disseram que ele estava bem e poderia ir embora”, disse o Xerife.

A mãe de Lamparello, de 77 anos, veio de Hasbrouck Heights e os dois retornaram para casa no carro do suspeito, ele dirigindo. Na quarta-feira (17), ele dirigiu a caminhonete dele até a Catedral de St. Patrick, em Manhattan (NY), estacionou próximo ao prédio e entrou com 2 galões de gasolina, 2 garrafas de acelerante e 2 isqueiros a gás. Ele foi parado por seguranças e questionado antes de sair do local. Após a prisão dele, o Departamento de Polícia de Nova York informou que o suspeito havia comprado uma passagem aérea somente de ida para Roma, Itália.

Lamparello é instrutor de Filosofia que já lecionou nas faculdades Lehman e Brooklyn, em Nova York, e no Seton Hall University, em New Jersey. O website da Lehman informava que ele era estudante de Ph.D no Centro de Graduação da City University of New York. Após o segundo incidente, ele foi demitido do Lehman College, onde atuava como instrutor part-time online neste semestre.

O irmão de Lamparello disse à mídia que estava abismado com a prisão dele. “Oh, meu Deus. Eu estou chocado e é difícil acreditar que seja verdade. Eu estou quase sem palavras”, comentou. “Isso é algo que, realmente, não combina com o perfil dele. Eu não sei sequer o que dizer”.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend