Ativistas denunciam camisetas “LGBTQ for Trump”

Foto22 Camiseta LGBTQ for Trump Ativistas denunciam camisetas “LGBTQ for Trump”
A camiseta, descrita como “camiseta de igualdade exclusiva”, apresenta as palavras “LGBTQ for Trump” escritas em fonte branca sobre um fundo de arco-íris

A venda online do artigo provocou ultraje em ativistas e celebridades a poucos dias do “Mês do Orgulho”, em junho

O Presidente Donald Trump nunca reconheceu junho como o Mês do Orgulho Gay, mas o comitê de campanha dele quer que as pessoas comprem uma camisa de arco-íris com desconto de qualquer maneira. À medida que o mês do Orgulho se aproxima e as empresas produzem em abundância produtos multicoloridos, Trump divulgou sua própria mercadoria do “Pride”.

A camiseta, descrita como “camiseta de igualdade exclusiva”, apresenta as palavras “LGBTQ for Trump” escritas em fonte branca sobre um fundo de arco-íris. Elas estão disponíveis nos tamanhos S (pequeno) a 3XL (3 vezes grande) e varejo por US$ 24.

Em 2016, Trump prometeu que “faria tudo ao alcance dele para proteger os cidadãos LGBT da violência e opressão de uma ideologia exterior e odiosa”. No entanto, após tomar posse, a administração Trump limpou qualquer menção aos direitos LGBT do site da Casa Branca. Durante sua administração, Trump emitiu uma proibição de transgêneros servirem nas Forças Armadas; a Casa Branca ignorou o Dia Mundial da AIDS; propôs um corte orçamentário para programas globais de HIV e a reversão de proteções para pessoas transexuais na área da saúde.

A ironia por trás de Trump vender camisetas do Orgulho Gay, mesmo atacando os direitos LGBTQ, não passou despercebida por alguns defensores LGBTQ que foram às redes sociais para denunciar o produto. Vários internautas postaram mensagens demonstrando ultraje no Twitter, entre elas:

“A Casa Branca pode não ter emitido uma proclamação do Mês do Orgulho por 2 anos seguidos, mas isso não impediu a campanha do Presidente Donald Trump de vender suas camisetas oficiais “LGBTQ for Trump”, com desconto, bem a tempo para junho”.

“Trump, que proibiu as tropas trans, é contra as proteções de emprego LGBT, quer que as pessoas sejam capazes de recusar clientes LGBT e está negando cidadania para filhos de casais homossexuais nascidos fora do casamento está vendendo camisetas LGBTQ”.

O design não é novo, na verdade, ele apareceu pela primeira vez no site oficial do Presidente em 2016, quando ele ainda estava em campanha. Entretanto, a camiseta viralizou nas redes sociais graças a um artigo de quinta-feira (23) da repórter do NewNowNext, Kate Sosin, destacando que o produto estava sendo vendido com desconto de US$ 30 a US$ 24.

O artigo de Sosin foi seguido por outras matérias semelhantes publicadas na Newsweek, The Advocate e outros meios de comunicação, e levou o diretor de programas da GLAAD, Zeke Stokes, a divulgar uma declaração no Twitter incentivando os clientes LGBT a comprar em outros websites.

Outros defensores dos direitos LGBTQ e personalidades da mídia demonstraram ultraje, considerando a notícia hipócrita, dada a plataforma anti-LGBTQ de Trump. No início desta semana, a administração dele propôs a mudança da regra que permite aos abrigos de moradores de rua recusarem aos transexuais o acesso igualitário aos serviços.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend