Batidas do ICE prendem mais de 1.300

Foto13 Prisoes ICE 1024x578 Batidas do ICE prendem mais de 1.300
Entre os mais de 1.300 detidos, 933 eram cidadãos americanos e 445 estrangeiros, sendo 384 indocumentados

As prisões dos envolvidos com gangues de rua ocorreram principalmente nas cidades de Nova York, Atlanta (GA) e Newark (NJ)

Na quinta-feira (11), o Departamento de Imigração (ICE) informou a realização de uma série de batidas, com a duração de 6 semanas, em todos os EUA que resultou na prisão de mais de 1.300 indivíduos. O objetivo da operação foi a detenção de indivíduos envolvidos com gangues de rua.

Apesar de as batidas terem sido realizadas por agentes do ICE, o foco não foi exclusivamente os imigrantes, pois entre os mais de 1.300 detidos, 933 eram cidadãos americanos e 445 estrangeiros, sendo 384 indocumentados.

O ICE detalhou que 3 dos estrangeiros foram previamente recipientes do programa “Deferred Action for Childhood Arrivals” (DACA), implantado pela administração Obama para os jovens indocumentados que imigraram aos EUA ainda na infância. Cometer atos criminosos ou ser considerado perigo à segurança pública pode cancelar o status de um beneficiário do DACA.

As autoridades migratórias também frisaram que 10 dos detidos foram indivíduos que cruzaram clandestinamente a fronteira dos EUA como menores desacompanhados, 8 membros da gangue MS-13. A Mara Salvatrucha, conhecida também como MS-13, é mais forte na América Central, especialmente em El Salvador, mas estende suas atividades criminosas por todos os EUA, incluindo cidades como Los Angeles (CA), Nova York e a região metropolitana de Washington.

Entre todos os 1.378 detidos, 1.095 eram membros de gangues confirmados ou afiliados, detalhou o ICE, muitos deles das quadrilhas Bloods, Sureños, MS-13 e Crips. A MS-13 tem sido o foco principal da administração Trump como parte do aumento da segurança na fronteira e controle migratório, embora a nova administração não tenha provido nenhum dado sobre quantos membros da MS-13 estejam ilegalmente nos EUA. Os membros da MS-13 totalizaram 103 das detenções, menos que os da Bloods ou Sureños.

As prisões dos envolvidos em gangues de rua ocorreram principalmente nas cidades de Nova York, Atlanta (GA) e Newark (NJ).

Uma operação similar realizada em março de 2016 resultou em mais de 1.100 detenções e, entre os presos, 239 eram estrangeiros.

 

Sobre o autor

O jornalista Leonardo Ferreira é formado em Comunicação Social pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso – FACHA, sediada no Rio de Janeiro - RJ.

Related posts

Comentários

Send this to friend