Bloqueio a haitianos pode prejudicar negócios de Trump

Foto15 Mar a Lago Bloqueio a haitianos pode prejudicar negócios de TrumpDesde 2010, as Organizações Trump já pediram mais de 500 vistos para estrangeiros no balneário de Mar-a-Lago

A administração Trump bloqueou os haitianos de aplicarem para o programa de vistos temporários de trabalho nos EUA. A decisão pode diminuir a mão-de-obra nos negócios da família do Presidente e magnata do mercado imobiliário.

O Departamento de Segurança Nacional (DHS) informou que o Haiti havia sido removido da lista de mais de 80 países elegíveis para aplicarem para os vistos H-2ª e H-2B devido ao “níveis altos de fraude e abuso” e “o índice alto de pessoas que não obedecem o tempo de permanência” dos vistos.

Desde 2010, as Organizações Trump já pediram mais de 500 vistos para estrangeiros no balneário de Mar-a-Lago, um campo de golfe luxuoso que Trump apelidou de “Casa Branca de inverno”, segundo o DHS. Muitos dos estrangeiros contratados para trabalhar no local durante a alta estação são naturais do Haiti e Romênia.

Durante a alta estação em 2017/2018, o balneário em Palm Beach aplicou e recebeu 70 vistos H-2B para preencher vagas de emprego que incluem cozinheiros, faxineiras e garçons. Apesar de basear a campanha presidencial no slogan “Fazendo a América Grande Novamente” (MAGA) e contratando trabalhadores locais, a Organizações Trump adquiriu esse ano 6 vistos a mais do que no ano passado. Esses números não incluem os pedidos para o visto H-2ª, que é voltado para os trabalhadores na agricultura; os quais também não estão mais disponíveis para os haitianos. No final de novembro, a Trump Vineyard Estate publicou vagas de trabalho disponíveis no vinhedo na Virgínia para trabalhadores estrangeiros através do visto H-2ª com a data inicial de 22 de janeiro.

É comum os donos de balneários e outros empregadores se beneficiarem do visto H-2B, o qual permite que os estrangeiros entrem temporariamente no país e efetuem atividades trabalhistas que não sejam na agricultura. Os vistos são geralmente válidos por 10 meses, embora haja a opção de prolonga-los até 3 anos.

É incerto o número de quantos trabalhadores haitianos nas empresas de Trump utilizam o visto temporário. O DHS detalhou que excluiu o Haiti, Belize e Samoa da lista devido a ocorrência de tráfico humano e o fato de esses países não aceitarem receber seus cidadãos deportados dos EUA.

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend