Brasil planeja cancelar a exigência de vistos para americanos

Foto10 Cristo Redentor  Brasil planeja cancelar a exigência de vistos para americanos
Atualmente, 6.6 milhões de turistas estrangeiros visitam o Brasil por ano

O governo atual visa estreitar relações com os Estados Unidos, detalhou o Ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio

Na quarta-feira (16), o ministro do turismo do Brasil anunciou que o país planeja eliminar a exigência de visto para os cidadãos americanos, pois o Presidente Jair Bolsonaro planeja alavancar o setor turístico e estreitar relações com os Estados Unidos. A iniciativa faz parte do plano do Ministério das Relações Exteriores para os primeiros 100 dias no cargo de Bolsonaro, que ocupou o posto em 1 de janeiro, detalhou o Ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio.

“A nossa intenção é realmente eliminar as aplicações de visto para os americanos”, disse Antônio.

Bolsonaro conquistou a presidência do Brasil através de uma plataforma de direita e populista e é admirador assumido do Presidente Doinald Trump. Ele tem buscado alinhar o Brasil com os EUA, diferente do governo liderado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) que liderou o país durante 13 dos últimos 15 anos e focalizava nas relações com os países em desenvolvimento.

“A esquerda tem tratado os Estados Unidos como adversário, mas não o nosso governo”, disse Antônio. “O Presidente Bolsonaro quer abraçar os Estados Unidos como parceiro do Brasil”.

O Brasil é a maior economia da América Latina, mas há muito tempo não explora o seu imenso potencial turístico. O país recebe atualmente 6.6 milhões de turistas estrangeiros ao ano, quase a metade somente de New York City.

Além disso, o Brasil planeja eliminar a necessidade de vistos para canadenses, japoneses e australianos, entretanto, o prazo depende do Ministério das Relações Exteriores, explicou Antônio. Atualmente, os cidadãos americanos pagam US$ 44 por um visto de 2 anos ou US$ 160 por 10 anos.

Antônio detalhou que a burocracia aumentou para os americanos que buscam visitar o Brasil durante o governo do PT, que apoiava a igualdade do tratamento que os cidadãos brasileiros enfrentam quando vãos aos EUA. Outros planos para alavancar o turismo inclui dobrar o orçamento com propagandas turísticas no exterior para mais de US$ 34 milhões até 2023. O gol de dobrar as visitas internacionais para 12 milhões anuais até 2022 permanece vigente, disse Antônio.

Além disso, o governo atual busca transformar o comitê turístico atual para uma agência, permitindo a parceria com empresas privadas como companhias aéreas, o que atualmente é proibido, concluiu.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend