Brasileira do basquete é disputada por 30 universidades

Foto25 Izabella Nicoletti 2 Brasileira do basquete é disputada por 30 universidades
O talento de Izabella Nicoletti chamou a atenção e fez com que ela fosse disputada por 30 universidades americanas com representação na NCAA

Izabella Nicoletti foi conquistada pela hospitalidade da Florida State University

A brasileira Izabella Nicoletti, de 17 anos, é uma das grandes promessas do basquetebol universitário nos Estados Unidos. Ela mudou-se para a Terra do Tio Sam há 2 anos para jogar pela Neuse Baptist Christian School, na Carolina do Norte, e sua atuação de destaque a levou NCAA, a principal liga esportiva universitária dos EUA. No campo acadêmico, a jovem brasileira acumula a nota total de 98 de 100, empatando com a líder da lista.

Os americanos descobriram o talento de Izabella em 2015, durante os jogos da Copa América sub 16 no México. Ela, que joga na posição de armadora, fez 24 pontos, 7 rebotes, 5 assistências e 3 roubadas de bola em 36 minutos de jogo naquela ocasião, garantindo a vitória do Brasil de 72 a 63 pontos contra os EUA. O talento da jovem chamou a atenção e fez com que ela fosse disputada por 30 universidades americanas com representação na NCAA, entretanto, Nicoletti foi conquistada pela hospitalidade da Flórida State.
A princípio, eram 30 instituições, mas ela diminuiu a escolha para 16. Durante quase 2 anos, a jogadora recebeu ligações de técnicos das universidades quase diariamente e foi apresentada à diversas famílias.

Izabella acredita que o seu potencial ofensivo seja o ponto forte nos jogos e sua defesa, ainda em fase de desenvolvimento, como fraqueza. Já fora das quadras, ela utiliza o popular “jeitinho brasileiro” para superar as concorrentes americanas. A jovem disse que sempre amou jogar basquete e o faz por paixão. Ela detalhou que é sempre a primeira a tomar a iniciativa em ajudar uma colega a se levantar, leva felicidade e energia às quadras e que esse seja o seu diferencial.

. Talento brasileiro:

Os Estados Unidos possuem longa tradição de união entre educação e esporte e as universidades no país possuem equipes de dezenas de modalidades esportivas. As ligas universitárias, como a NCAA, possuem vários atletas com experiência em competições mundiais e olímpicas, o que permite aos alunos competirem em alto nível, mas sem deixar de lado a formação e excelência acadêmicas. Essa possibilidade atrai jovens de todo o mundo, entre eles os brasileiros. Atualmente, há aproximadamente 19 mil brasileiros estudando em universidades americanas, sendo 1.600 deles atletas em equipes esportivas como, por exemplo, o esgrimista Henrique Marques, de 20 anos, aluno do New Jersey Institute of Technology (NJIT), e as amigas Thayla Ventura Grigório, de 19 anos, e Ana Paula Silva Santos, de 18 anos, ambas da zona leste de São Paulo, que ingressarão em universidades americanas em agosto. Outro exemplo é carioca Ana Beatriz Franklin, de 19 anos, que faz parte da equipe de vôlei da Universidade Estadual de Ohio, uma das mais tradicionais dos EUA nos esportes.

 

 

Sobre o autor

O jornalista Leonardo Ferreira é formado em Comunicação Social pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso – FACHA, sediada no Rio de Janeiro - RJ.

Related posts

Comentários

Send this to a friend