Brasileira é presa quando colocava crianças em ônibus escolar

Foto24 Carla de Oliveira 1024x700 Brasileira é presa quando colocava crianças em ônibus escolar
O juiz ainda não determinou o valor da fiança para liberar Carla de Oliveira (Foto: GoFundMe.com)

Carla de Oliveira foi detida por agentes do ICE na porta de casa, em Weymouth (MA)

Na manhã de quinta-feira (11), agentes do Departamento de Imigração (ICE) prenderam Carla de Oliveira, moradora na cidade de Weymouth (MA), quando ela colocava crianças em um ônibus escolar. Ela é mãe de 2 filhos, trabalha como babá e teria sido vítima de uma denúncia anônima.

No domingo (14), Débora Miranda, sobrinha de Carla, também moradora em Weymouth (MA), iniciou no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/502sq74, cujo objetivo é angariar US$ 5 mil que serão usados na contratação de um advogado de imigração que represente a brasileira. Até a manhã de terça-feira (16), haviam sido arrecadados US$ 1.870.

“Meu nome é Debora Miranda eu estou aqui para pedir a ajuda de vocês para ajudar a minha tia Carla de Oliveira que mora em Weymouth MA a sair da cadeia. A imigração a pegou na quinta-feira (11 de janeiro de 2018) quando ela estava colocando as crianças no ônibus na porta da casa dela. Ela foi presa por causa de uma denúncia anônima feita à Imigração falando que ela estava vivendo ilegalmente no país. Ela trabalha cuidando de crianças e tem 2 filhos que dependem muito dela. O mais novo tem apenas 10 anos e está chorando o tempo todo porque ele nunca ficou longe dela. Pedimos ajuda a todos que puderem colaborar com qualquer quantia. Já contratamos um advogado, mas ele nos cobrou US$ 3.500 apenas pelo fee (honorários) do trabalho dele; ainda temos que pagar a fiança que o valor ainda não foi estipulado pelo Juiz. Ela é uma mulher de um enorme coração e muito esforçada, sempre trabalhando muito para cuidar dos filhos. Por favor, nos ajudem a tirar essa mãe que está desesperada na prisão”, postou Débora no GoFundMe.com.

Alguns internautas postaram na página da campanha mensagens de apoio e carinho:

“Eu não possuo recursos, mas quero desejar tudo de bom pra essa senhora e sua família. Deus abençoe”, postou Kaká Medrano.

“Apesar de toda a dor que a família está enfrentando, eu continuo acreditando que “todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus…”. Que o Senhor os carregue no colo neste momento de dor”, postou Simone Ferreira.

Related posts

Comentários

Send this to a friend