Brasileira está na final da competição mundial “Faces2Hearts”

Foto26 Celinne da Costa Brasileira está na final da competição mundial Faces2Hearts
Celinne da Costa ensinando inglês para crianças no Camboja

A escritora Celinne da Costa viajou vários continentes e está entre os 20 finalistas do concurso

Filha da colunista social Arilda Costa McClive, do jornal Brazilian Times, Celinne da Costa foi escolhida para etapa final da competição mundial “Faces2Hearts”. O concurso tem o objetivo de destacar o trabalho de 4 escritores que viajam pelo mundo visitando as populações locais e registrando projetos que mudam para melhor a vida das pessoas. A jovem está entre os 20 finalistas, naturais África, América Latina, Ásia e Oceania. O projeto tem o patrocínio da União Europeia.

Nascida em Roma, Itália, filha da mineira Arilda Costa McClive, e radicada nos EUA desde os 10 anos de idade, Celinne da Costa, durante entrevista à equipe de reportagem do BV em setembro de 2015,  que uma das suas maiores paixões é viajar e conhecer outras culturas. Entretanto, a jovem, graduada em Publicidade e residente em Nova York, vê o mundo com lentes diferentes de um turista convencional. Ao invés de simplesmente conhecer os locais turísticos e aprazíveis, ela tenta entrar em contato com a população local para entender a cultura, costumes e levar em sua “bagagem” os ensinamentos aprendidos.

Tal forma de ver a vida a fez criar o Blog “The Nomads Oasis” (O oásis do nômade, em tradução livre), no qual postava as experiências vividas durante as viagens. Fluente em italiano, inglês e português, em pouco tempo Celinne atraiu vários internautas com seu “diário de bordo”.

“Eu nunca vivi na mesma casa por mais de poucos anos. Toda a minha vida é pontilhada com memórias de mudanças e adaptações. Eu nasci no coração de Roma, Itália, de uma mãe imigrante brasileira e um pai italiano criado alemão. Acelerando 10 anos: Eu estou correndo no quintal da casa da minha avó no Brasil, primos, galinhas e pés de manga. Mais um ano se passa, e eu me vejo caminhando nos corredores de uma escola elementar desconfortavelmente limpa e estéril em um subúrbio de Connecticut”, postou Celinne sobre suas memórias no “The Nomads Oasis”.

Essas experiências fizeram com que ela desenvolvesse o gosto por viagens e isso a levou a lugares distantes como a Tailândia e até o Camboja, onde em agosto desse ano ela lecionou por 2 semanas o idioma inglês para alunos entre o 1º e 6º ano.

“Há quase dois anos, deixei minha vida corporativa na cidade de Nova York para buscar uma experiência social na qual rodei o mundo e tive contato com a conexão humana real (você pode ler mais sobre isso em Forbes: https: //www.forbes .com / sites / celinnedacosta / 2016/05/12 / why-i-quit-my-job-to-couch-surf-the-world / # 14fb0ae63a8c). Todos aqueles que me hospedaram em todo o mundo estavam conectados comigo de alguma forma : amigos, amigos de amigos, pessoas que conheci na estrada e etc. Coloquei meu destino nas mãos de estranhos e minha vida foi transformada por pessoas comuns de todo o mundo; muitos deles desconheciam o brilho e sabedoria próprios. Viajar por mais de 20 países com mais de 100 hospedeiros mudou profundamente minhas crenças sobre a humanidade: acredito que as pessoas são boas, elas são gentis e cada um de nós tem uma história significativa para contar. Desde então, dedico meu trabalho e a vida que estou criando para ajudar a contar as histórias das pessoas e redescobrir o que realmente significa ser humano”, postou Celinne no website do Faces2Hearts.

O vídeo de Celinne da Costa no website da Faces2Hearts pode ser acessado através do link: https://www.faces2hearts.eu/blog/application/we-choose-the-story-we-leave-behind/

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend