Brasileira perde a luta contra retorno da leucemia na FL

%name Brasileira perde a luta contra retorno da leucemia na FL
Lilian Acrani deixou o marido, Marcelo Acrani, e dois filhos, de 15 e 18 anos (Foto: GoFundMe.com)

Lilian Acrani sobreviveu há 2 anos, entretanto, não resistiu à volta da doença há aproximadamente 1 mês

Na manhã de quarta-feira (30), Lilian Acrani, moradora em Orlando (FL), faleceu em decorrência do retorno da leucemia que ela havia tratado há 2 anos. Ela deixou o marido, Marcelo Acrani, e dois filhos, de 15 e 18 anos. Em virtude disso, Priscilla Sperandio Proença, colega de sala de Lilian, iniciou no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/f/cremacao-de-corpo-lilian-acrani, cujo objetivo é angariar US$ 10 mil, que serão utilizados para a cremação do corpo da brasileira. Até à tarde de sexta-feira (1), foram arrecadados US$ 2.905.

“Bom dia meninas, preciso de uma ajuda de vocês! Uma grande colega de sala de aula (Lilian Acrani) faleceu nesta manhã (30). Ela descobriu que a leucemia tratada há dois anos tinha voltado e em um mês ela não resistiu. O marido está aqui agora com dois filhos (15 e 18 anos). Não dá para enviar o corpo para o Brasil porque informam que ficaria em US$ 40 mil. Os pais dela tiveram seu visto negado na última semana e não poderão vir para ajudar e dar apoio. De que forma podemos ajudar esta família?” Diz a postagem no GoFundMe.com.

. Brasileiros no exterior:

A base genética brasileira é muito diversa, em virtude das várias etnias que compõem a população, portanto, é importante que cada vez mais brasileiros se cadastrem como possíveis doadores de medula óssea. Para efetuar o registro é necessário que os interessados preencham os seguintes requisitos: Tenham entre 18 e 44 anos. O registro é gratuito e não importa o status migratório. Necessita residir nos USA. O registro pode ser feito online: join.bethematch.org/saveme. Registre-se como um possível doador de medula óssea pelo telefone: Envie mensagem de texto: Cure135, para: 61474.

O provável doador necessita residir nos USA. Em uma semana, o interessado receberá em sua residência um envelope selado com um kit para o teste genético. Basta fazer a fricção dos cotonetes na parte interna da bochecha e colocar na caixa do correio, explicou Roosevelt, coordenador da Fundação Icla da Silva nos EUA.

“Estamos perdendo nossas crianças e adultos por falta de solidariedade. Ajude a salvar uma vida!” Encorajou o ativista. Mais informações podem ser obtidas através do tel.: (407) 276-4860, falar com Roosevelt Ramos ou do e-mail: [email protected]”, informou o ativista.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend