Brasileira pode ser deportada por violência doméstica

Foto26 Colt Johnson e Larissa dos Santos Lima Brasileira pode ser deportada por violência doméstica
Larissa (dir.) e Colt (esq.) se conheceram através das redes sociais e ficaram noivos 5 dias depois de se encontrarem pessoalmente no México

Larissa dos Santos Lima foi acusada de agredir o marido, Colt Johnson, que apresentou o pedido oficial de divórcio na sexta-feira (10)

A mineira Larissa dos Santos Lima, de 32 anos, ganhou notoriedades nas redes sociais ao fazer parte do reality show “90 Day Fiance’”  (Noivo de 90 dias, em tradução livre). Agora, ela voltou a ser destaque depois que se divorciou do marido americano, Colt Johnson, e corre o risco de ser deportada dos EUA. Na sexta-feira (11), ele pediu o divórcio da esposa, no mesmo dia em que ela foi presa pela 3ª vez por violência doméstica.

O advogado Edward Shulman, com escritório em New Jersey, explicou que, em termos de deportação, “isso depende do status (migratório)  da pessoa”. Larissa entrou nos EUA com o visto de noivado K-1, necessário para que ela se casasse com Johnson em até 90 dias. Depois que eles casaram, ela poderia aplicar para o green card, garantindo-lhe a residência legal permanente. A brasileira alegou que atualmente não podia trabalhar nos EUA, entretanto, com a separação oficial, ela pode estar sujeita à deportação.

No caso de Lima, explicou o advogado, caso Jonhson não esteja mais disposto a patrocinar a ex-esposa para o green card, a única outra opção dela seria “apresentar a aplicação ela mesma como cônjuge vítima de abuso”. Na quinta-feira (10), ela postou no Instagram a imagem do rosto dela ensanguentado, após uma suposta briga com o marido, mas autoridades informaram que os ferimentos dela “não eram consistentes com o tipo de sangramento que ela alegava”.

Shulman frisou que Colt poderia pedir que o caso fosse cancelado através da Corte criminal, mas que isso cabia ao promotor público decidir. Ele abordou o tempo que demoraria o processo de deportação. Caso ela estiver detida, poderá demorar até 6 meses. Caso ela não esteja detida. “Poderá demorar vários anos até a conclusão final”, especialmente com a paralização governamental atual, que acumulou os casos de imigração, causando um acúmulo que poderá fazer com que Lima permaneça nos EUA até 2 anos enquanto ela espera o caso para ser ouvido.

. Entenda o caso:

Agentes do Departamento Metropolitano de Polícia de Las Vegas, Nevada, chegaram à residência do casal às 9:20 da noite, na quinta-feira (10), e determinaram que o engenheiro de software, de 33 anos, apresentava escoriações.

“Ele tinha os lábios inchados e os dentes e gengivas estavam sangrando”, detalhou o policial Jay Rivera. A brasileira não estava em casa na chegada da polícia ao local. As autoridades encontraram Larissa na casa de uma amiga e ela disse aos agentes que Johnson a havia agredido fisicamente.

“Após limpar-se, os agentes determinaram que os cortes não eram consistentes com o tipo de sangramento que ela alegava”, acrescentou Rivera. “Ela também tinha arranhões no abdômen, mas esses ferimentos não eram consistentes com o cumprimento das unhas dele”.

Posteriormente, ela postou a imagem do rosto ensanguentado no Instagram. “O Colt chamou a polícia para mim e nós discutimos”. Ainda na postagem, ela detalhou que o “motivo” da briga foi o fato de que de Johnson ter comprado um filme pornográfico intitulado “UNCUT* Jacuzzi Sex with Katrina Moreno” por US$ 59.99.

“Trata-se de uma situação no estilo disse-me-disse, agora. Devido as duas prisões anteriores dela, nós determinamos que ela era a agressora nesse caso. Ela será mantida na prisão durante o que nós chamamos de período de 12 horas de esfriamento”, disse Rivera. Ela foi mantida sob a fiança de US$ 3 mil.

Em novembro, a brasileira foi acusada de ter agredido o marido com quem havia casado há menos de 1 ano, no Condado de Clark, Las Vegas. Na ocasião, ela não foi acusada criminalmente pelo incidente. Entretanto, um mês depois, Lima acusou o marido de traí-la e que havia sido informada que ele estava enviando imagens do pênis para outras mulheres.

“O Colt está me traindo com essa garota!” Postou ela as imagens das mensagens de texto entre Johnson e uma mulher misteriosa. “Ele tem planos de me usar até que ele (conclua) o felizes para sempre”.

Larissa e Colt se conheceram através das redes sociais e ficaram noivos 5 dias depois de se encontrarem pessoalmente no México. Eles casaram em junho de 2018.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend