Brasileira presa pela imigração luta contra a deportação

Foto18 Maira Campos Feiner Brasileira presa pela imigração luta contra a deportação
Maíra Campos Feiner estava a caminho do trabalho quando foi abordada por um policial (Foto: GoFundMe.com)

Maíra Campos Feiner foi detida e encaminhada a Suffolk House of Corrections, em Boston (MA)

Na manhã de 15 de setembro, a vida da limpadora de casas Maíra Campos Feiner, de 54 anos, natural de Governador Valadares (MG), moradora em Stoughton (MA), transformou-se em um verdadeiro pesadelo. Ao caminho do trabalho, ela foi abordada por um policial que pediu-lhe a carteira de motorista e os documentos do veículo. Como ela não apresentou a permissão para dirigir, o agente a deteve e a brasileira foi liberada depois de pagar a fiança no valor de US$ 40.

Oito dias depois, agentes do Departamento de Imigração (ICE) foram à residência de Maíra, que vive há 16 anos nos EUA, detiveram-na e ela foi encaminhada a Suffolk House of Corrections, em Boston (MA). Ela tornou-se popular na comunidade por participar com frequência em campanhas beneficentes e obras sociais. O filho único de Feiner, Luciano Campos, morador em Worburn (MA), mantém contato diário com a mãe e nutre esperanças de que ela seja liberada o mais breve possível. A data da audiência ainda não foi agendada.

Segundo Campos, antes de ser detida, Maíra ajudava a sogra americana em muitos afazeres diários, além de participar com frequência de campanhas de ajuda à populações carentes no exterior, particularmente, a África.

. Campanha beneficente:

Em 28 de setembro, Luciano iniciou no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/help-maira-pay-for-lawyer-costs, cujo objetivo é angariar US$ 3 mil para custear as despesas com o advogado de defesa da mãe. Até à tarde de terça-feira (3), foram arrecadados US$ 1.862.

“A irmã Maira, de Stoughton, foi presa pela imigração neste sábado, dia 23 de setembro, ela é uma senhora de 54 anos, honesta. Sua sogra americana dependia muito da ajuda da Maira para muitos afazeres. A nossa única intenção é ajudar a custear os valores cobrados pelo advogado de imigração, da Moleus Law de Stoneham, que está cuidando do caso”, postou Campos no GoFundMe.com.

Related posts

Comentários

Send this to a friend