Brasileiro acusado de matar ex-namorada tem fiança negada em MA

Foto27 Antonio Lucas  Brasileiro acusado de matar ex namorada tem fiança negada em MA
Antônio Lucas compareceu à audiência preliminar na Corte Central Distrital de Worcester, onde ouviu oficialmente a acusação de homicídio (Foto: Facebook)
Foto27 Lucas Silva e Cleucilene Alves da Silva Brasileiro acusado de matar ex namorada tem fiança negada em MA
Cleucilene Alves da Silva deixou 2 filhos: Lucas Getúlio Silva (foto), de 21 anos, que vive nos EUA, e Philipe Getúlio Silva, de 18 anos, no Brasil (Foto: Facebook)

O Juiz Paul L. McGill determinou que Antônio Lucas fosse mantido detido e sem direito à fiança até a próxima audiência em 11 de julho

O réu Antônio Lucas, de 40 anos, disse à polícia que estava aborrecido com Cleucilene Alves da Silva, de 41 anos, natural de Açucena (MG), moradora em Worcester (MA), e, por isso, a golpeou com uma faca de cozinha, disseram os promotores públicos. Abalada, a família da vítima ainda procura respostas para o crime brutal, ocorrido na noite de sexta-feira (31), na residência onde o suspeito e a ex-namorada moravam. Ela deixou 2 filhos, Lucas Getúlio Silva, de 21 anos, que há 1 ano e meio juntou-se à mãe nos EUA, e Philipe Getúlio Silva, de 18 anos, que mora no Brasil.

Na segunda-feira (3), Antônio Lucas compareceu à audiência preliminar na Corte Central Distrital de Worcester, onde ouviu oficialmente a acusação de homicídio. “Eu não sei se ele (o réu) teve os seus direitos Miranda lidos”, disse Blake J. Rubin, advogado de defesa. “Eu posso dizer-lhe isso: Há uma barreira de linguagem. O primeiro idioma do meu cliente é o português. Ele sabe um pouco de inglês. Eu não sei, até esse momento, as circunstâncias do depoimento”.

O brasileiro acompanhou a audiência com o auxílio de um tradutor. Os “direitos Miranda” exigem que as autoridades informem a qualquer pessoa suspeita ou acusada de crime que toda declaração feita pode ser utilizada contra ela e que o indivíduo tem o direito de prestar depoimentos na presença de um advogado de defesa.

O advogado acrescentou que Antônio Lucas vive nos EUA há 18 anos e é proprietário do imóvel onde ocorreu o crime. O Juiz Paul L. McGill determinou que o brasileiro fosse mantido detido e sem direito à fiança até a próxima audiência em 11 de julho. Além disso, o magistrado emitiu uma ordem de busca e confisco de documentos a pedido da Promotoria Pública.

. Campanha beneficente:

No sábado (1), amigos de Cleucilene iniciaram no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/f/qrkqu-todos-por-cleo; cujo objetivo é angariar US$ 25 mil para as despesas com o velório e sepultamento da brasileira. Até a tarde de terça-feira (4), haviam sido arrecadados US$ 4.560.

“Cleucilene Alves da Silva, mas para muitos ela era simplesmente nossa querida ‘Cleo’, um pessoa linda nativa de Açucena, cidade pequena de Minas Gerais. Com esperança no coração, algo que todos podemos relacionar, ela decidiu tentar uma vida melhor nos Estados Unidos, deixando seus dois filhos no Brasil 14 anos atrás. Lutadora, ela conseguiu finalmente reunir com um de seus filhos, Lucas, um ano atrás. Graças ao seu esforço implacável, Lucas agora mora nos Estados Unidos e desfruta o sonho que ela sempre teve para sua pequena família.

Uma mulher de fé, uma mãe dedicada e uma amiga fiel, ela era capaz de ver bem em todos e tudo. Seu entusiasmo e positividade eram contagiantes, ela simplesmente amava a vida e tinha grandes sonhos para ela e seus lindos filhos; Lucas Getúlio da Silva, 21, e Philipe Getulio da Silva, 18.

Na noite de sexta-feira, no dia 31 de maio de 2019, um ato indescritível de agressão tirou sua preciosa vida. Cleo tornou-se outra vítima da violência doméstica. Sua vida foi tomada com brutalidade. A comunidade brasileira tremeu com essa notícia trágica e inacreditável. Estamos todos ainda tentando entender e aceitar sua partida abrupta. Como comunidade, temos o dever de nos unir e ajudar sua família com todo o apoio de que precisam. Sendo jovem e cheia de vida, Cleo e seus filhos não esperavam e nem planejavam tal evento. Um funeral neste país é dispendioso, mas podemos aliviar algum peso com doações para a família, a fim de honrá-la adequadamente. Qualquer coisa que você poder doar será muito apreciada. Obrigado pelo seu apoio e que Deus possa abençoar a todos vocês!” Diz a postagem no GoFundMe.com.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend