Brasileiro cai do 3º andar de prédio em New Hampshire

Foto9 Paulo Marinho Brasileiro cai do 3º andar de prédio em New Hampshire
Paulo Marinho fraturou a omoplata e o pé esquerdo, quebrou os dentes dianteiros e sofreu escoriações diversas pelo corpo (Foto: GoFundMe.com)

Paulo Marinho limpava a calha de um prédio, em Nashua (NH), quando perdeu o equilíbrio e despencou do 3º andar  

Na tarde de quarta-feira (14), Paulo Marinho limpava a calha do prédio, onde trabalha na manutenção há 8 anos, em Nashua (NH), quando perdeu o equilíbrio e despencou do 3º andar, chocando-se contra o piso de concreto do pátio. Devido à queda, ele fraturou a omoplata e o pé esquerdo, quebrou os dentes dianteiros e sofreu escoriações diversas. Inicialmente, ele foi transportado ao Lawrence General Hospital, entretanto, em virtude da gravidade dos ferimentos, o brasileiro foi levado de helicóptero ao Beth Israel Deaconess Medical Center, em Boston (MA).

Conforme as previsões médicas, Paulinho, como é popularmente conhecido, poderá demorar até 9 meses para se recuperar do acidente. Em virtude disso, Eliane Marinho iniciou no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/help-paulinho-get-back-on-his-feet?fbclid=IwAR2ayEO3-MuBDtwjPbS8SxO3iIxLi4FnjIzJuzzpKZeIeLws2VLxgQgaTrE; cujo objetivo é angariar US$ 15 mil para ajudar nas despesas domésticas e hospitalares durante o tempo em que ele não puder trabalhar. Até a tarde de sexta-feira (30), haviam sido arrecadados US$ 4.086.

“No dia 14 de novembro, pela tarde, nosso amigo Paulo Marinho, mais conhecido como Paulinho, caiu do telhado no concreto de onde trabalhava limpando umas calhas. Ele ficou desacordado, então, o levaram ao Lawrence General Hospital, mas, devido à seriedade de seus ferimentos, foi encaminhado de helicóptero ao Beth Israel Deaconess Medical Center.

Chegando lá, (ele) recebeu toda assistência necessária, inclusive passando por uma cirurgia na bacia, teve algumas fraturas no rosto e o pé esquerdo quebrado. Os próprios médicos disseram que (o fato de) ele estar vivo é milagre! Ele terá uma recuperação lenta (seis meses), mas louvado seja Deus sua vida foi poupada. Ele não pode colocar nenhum apoio em seus pés até os médicos liberarem; consequentemente, também não poderá sustentar sua família nestes meses. Ele tem dois filhos pequenos e sua esposa que não tem saído de seu lado.

Pedimos a todos que possam ajudar com qualquer quantia e quem puder também esteja intercedendo pela sua rápida recuperação! Toda ajuda financeira recebida será para sua fisioterapia, contas hospitalares e também despesas domésticas. Que o Senhor os abençoe poderosamente em dobro! Muito obrigada”, postou Eliane Marinho no GoFundMe.com.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend