Brasileiro é acusado de dirigir bêbado com filho no carro

Foto3 Josimar Araujo Brasileiro é acusado de dirigir bêbado com filho no carro
Josimar Araújo disse à polícia que estava retornando do lago com o filho de 4 anos de idade (Foto: Departamento de Polícia de Framingham)

Josimar Araújo enfrenta as acusações de DUI e dirigir sem carteira de motorista

No domingo (6), Josimar de Araújo, de 30 anos, morador em Framingham (MA), debulhou-se em lágrimas e disse à polícia que cometeu um erro quando era preso por dirigir embriagado com o filho pequeno no carro. Ele disse às autoridades que tinha tomado somente 2 latinhas de cerveja antes de ser parado às 2:20 da tarde na Gordon Street. Entretanto o nível de álcool no sangue do motorista era o dobro do limite legal de 0.08, segundo o boletim de ocorrências policiais (BO) apresentado na Corte Distrital de Framingham, na segunda-feira (7).

Um policial de patrulha observou um carro correndo em alta velocidade na Gordon Street, sendo obrigado a frear bruscamente para não bater na traseira de outro veículo que estava à frente. O veículo da frente diminuiu a velocidade devido à luz amarela e o motorista do segundo carro, Araújo, começou a buzinar repetidamente e, então, o policial o parou.

Josimar disse ao agente que tentava fazer o outro carro acelerar porque não queria ficar parado no sinal.

“Eu pude sentir o cheiro de álcool emanando do hálito e os olhos dele estavam vermelhos e brilhantes”, escreveu o policial no BO.

Araújo disse à polícia que estava retornando do lago com o filho de 4 anos de idade, que estava no assento traseiro. Ele justificou dirigir com a criança depois de beber afirmando, “eu não bebi tanto”, escreveu o agente no BO.

Ele foi submetido a vários testes de sobriedade e o do bafômetro, que resultou em 0.15. O policial o prendeu e contatou o Departamento Estadual de Crianças & Famílias (DCF).

“Josimar começou a chorar e murmurou diversas vezes que havia cometido um erro”, escreveu o policial no BO.

A polícia acusou Araújo de dirigir alcoolizado (DUI), pôr em perigo o bem-estar de um menor enquanto dirigia e dirigir sem a carteira de motorista. Ele também foi acusado de dirigir em excesso de velocidade. Durante a audiência preliminar ocorrida na Corte Distrital de Framingham, na segunda-feira (7), o Juiz Martine Carroll liberou o brasileiro sem impor fiança. O réu terá que retornar ao tribunal em 20 de setembro para nova audiência.

 

Sobre o autor

O jornalista Leonardo Ferreira é formado em Comunicação Social pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso – FACHA, sediada no Rio de Janeiro - RJ.

Related posts

Comentários

Send this to a friend