Brasileiro é acusado de furtar celulares e carteiras em barbearia

Foto6 Kevin Assis 815x1024 Brasileiro é acusado de furtar celulares e carteiras em barbearia
Kevin Assis já havia sido condenado em outros 2 casos, incluindo um por arrombamento e invasão

Kevin Assis é suspeito de ter arrombado a porta dos fundos da loja e roubado os objetos quando os funcionários trabalhavam na frente

Na quarta-feira (3), às 6:00 pm, policiais prenderam Kevin Assis, de 24 anos, morador em Framingham (MA), acusado de ter invadido uma barbearia na Rota 9 e furtado todos os celulares dos empregados enquanto trabalhavam, informaram as autoridades. O incidente ocorreu em 22 de dezembro, no interior da Barbearia Knockouts, na 328 Worcester Road, detalhou a Promotora Pública Alison Kubas na quinta-feira (28), durante a audiência preliminar ocorrida na Corte Distrital de Framingham. As informações são do jornal MetroWest Daily News.

Enquanto os barbeiros trabalhavam na parte da frente da loja, Assis arrombou a porta dos fundos, aproximadamente às 2:00 da tarde. “Ele foi até à área onde os funcionários guardavam seus pertences e ele furtou 5 iPhones e 1 carteira”, disse Kubas.

O furto foi registrado pelas câmeras de segurança e vários agentes de polícia puderam identificar o suspeito em decorrência de detenções prévias, conforme o boletim de ocorrências policiais (BO). Na quarta-feira (27), um policial contatou um parente de Assis e ele foi levado à Delegacia de Polícia para ser interrogado, onde admitiu o furto. Ele entregou à polícia 2 dos telefones furtados e alegou que havia entregue os outros 3 para alguém consertar, relatou o BO.

Assis enfrenta 5 acusações de roubo de propriedade com valor acima de US$ 250, arrombamento e invasão de propriedade durante o dia com o objetivo de cometer um crime. A Promotora pediu à Juíza Martine Carroll para cancelar a fiança do réu em 2 casos abertos, um que o acusa de lidar com dinheiro falso e outro por dirigir com a carteira de motorista suspensa. Além disso, ela pediu à magistrada que determinasse a fiança de Assis no novo caso em US$ 1 mil. Ele já havia sido condenado em outros 2 casos, incluindo um por arrombamento e invasão, detalhou Kubas.

Carroll não cancelou a fiança anterior de Assis e o liberou. Ela determinou que o réu fosse submetido a uma avaliação de possível consumo de drogas e que ele seguisse qualquer tratamento recomendado. O réu terá que comparecer ao tribunal em fevereiro para outra audiência preliminar.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend