Brasileiro é acusado de vender armas ilegais em Massachusetts

Foto25 Tribunal de Malden Brasileiro é acusado de vender armas ilegais em Massachusetts
Vanderlei Rodrigues Araújo, de 43 anos foi indiciado no Tribunal Distrital de Malden (MA) (detalhe)

Vanderlei Rodrigues Araújo pode pegar até cinco anos de prisão pela venda ilegal de armas de fogo e até 10 anos por porte ilegal de arma  

Na quinta-feira (20), Vanderlei Rodrigues Araújo, de 43 anos, mais conhecido por Neneco na comunidade brasileira em Malden (MA), foi indiciado por porte ilegal e venda de arma de fogo. Além disso, o réu também foi citado pelo Departamento de Imigração & Alfândega (ICE) por violação das leis de imigração.

O indiciamento aconteceu no Tribunal Distrital de Malden e, conforme os registros judiciais, ele responde pela acusação de portar e vender armas de fogo entre os dias 6 de setembro de 2018 a 28 de janeiro de 2019.

Conforme as informações apresentadas durante a audiência preliminar,  o brasileiro vive ilegalmente nos EUA.

Outra acusação apresentada pelos promotores públicos é que ele já havia sido deportado em 18 de agosto de 2011 e reentrou no país clandestinamente.

Caso venha ser condenado, o brasileiro poderá pegar até 5 anos de detenção por venda ilegal de armas de fogo e até 10 anos por porte ilegal de arma. Além disso, cada acusação resulta em multa de US$ 250 mil. Ele poderá cumprir a pena em liberdade condicional, após cumprir três anos de prisão.

Vanderlei não é o único brasileiro a envolver-se recentemente em problemas com a justiça em Massachusetts. Em 25 de abril, Na quinta-feira (25), membros e associados da gangue Primeiro Comando da Massachusetts (PCM), com ligações no Brasil, compareceram à Corte para ouvirem formalmente as acusações de tráfico de drogas e armas de fogo, roubos e sequestros em Massachusetts, informaram as autoridades. As informações são do canal de TV local Boston 25 News.

Os membros da gangue residem em várias comunidades da área quando foram presos, incluindo Boston, Stoughton, Malden, Everett, Somerville, Brighton e Chelsea e anteriormente em Whitman, Framingham e Revere, todas em Massachusetts. Vários deles estão em situação migratória irregular nos EUA, detalhou o promotor público, Andrew Lelling, através de um comunicado.

As autoridades também apreenderam 27 pistolas, 2 espingardas de cano curto, 1 espingarda, 1 rifle e centenas de cartuchos de munição durante a batida policial.

Entre os 14 acusados detidos estão:

. Marcio Costa, conhecido como “Marcinho” e “Marcin”, de 28 anos, morador em Malden, o suposto líder do PCM foi acusado de conspiração RICO (Extorsão Influenciada e Organizações Corruptas), conspirar para cometer roubo, conspirar para distribuir substâncias controladas e envolvimento com armas de fogo sem licença;

. João Pedro Marques Guimarães Gama, conhecido como “Baiano” e “Baianinho”, de 21 anos, indocumentado e residente em Malden, foi acusado de conspiração RICO, conspirar para cometer assalto, envolvimento em negócio de armas de fogo sem licença e ser um estrangeiro na posse de uma arma de fogo;

. Breno Henrique da Silva, de 20 anos, residente em Somerville, foi acusado de conspiração RICO, conspirar para cometer roubo e conspirar para distribuir substâncias controladas;

. Álvaro dos Santos Melo, de 22 anos, residente em Everett, foi preso e acusado de conspiração RICO, conspirar para cometer roubo e conspirar para distribuir substâncias controladas;

. Edson da Silva, de 19 anos, morador em Whitman, foi preso por acusações de sequestro, posse de armas de fogo, RICO e roubo;

. Igor Costa, de 20 anos, morador em Framingham, foi detido e acusado federalmente por RICO e conspirar para cometer roubo;

. Vinicius Gonçalves de Assis, residente em Revere, foi preso e acusado federalmente por conspiração RICO;

. Rodrigo Tavares, de 19 anos, morador em Stoughton, foi acusado de ser um estrangeiro com posse de uma arma de fogo e envolvimento com armas de fogo sem licença;

. Rony de Freitas, de 21 anos, morador em Lowell, foi acusado de envolvimento com armas de fogo sem licença;

. Fernando de Oliveira, de 24 anos, indocumentado e morador em Brighton, foi acusado de ser um estrangeiro em posse de uma arma de fogo e envolvimento com armas de fogo sem licença;

. Elwood Cortes Navedo, de 23 anos, morador em Lowell, foi acusado de envolvimento com armas de fogo sem licença;

. Mouad Nessassi, de 21 anos, morador em Boston, foi acusado de envolvimento com armas de fogo sem licença, distribuição de 28 gramas ou mais de pasta de cocaína e posse de arma de fogo não registrada;

. Fadwa Chimal, de 19 anos, foi preso e acusado de se envolvimento com armas de fogo sem licença;

. Jennifer Romero, de 26 anos, moradora em Chelsea, foi acusada de se envolvimento com armas de fogo sem licença e distribuição de 28 gramas ou mais de pasta de cocaína.

Seus membros são acusados de crimes violentos, incluindo a venda ilegal de armas de fogo, tráfico de drogas, roubos, sequestros e assaltos armados em várias cidades em Massachusetts, incluindo Boston, Malden, Everett, Somerville, Framingham e Peabody, entre outras. Durante a investigação, a polícia apreendeu 31 armas de fogo, incluindo 27 pistolas, 2 espingardas de cano curto, 1 espingarda, 1 rifle e várias centenas de cartuchos de munição.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend