Brasileiro é preso em celebração da Copa Libertadores da América

Foto1 Vinicius Borges Brasileiro é preso em celebração da Copa Libertadores da América
Vinicius Borges, de 34 anos, foi identificado como um dos agressores durante a briga no interior do Braza Restaurant, em Framingham (MA) (Foto: FPD)

Vinícius Borges, de 34 anos, morador em Framingham (MA), é acusado de ter agredido fisicamente um policial e desordem em local público

Na segunda-feira (25), policiais prenderam um torcedor e outro será indiciado durante uma briga ocorrida numa celebração da Copa Libertadores da América 2019. Na decisão, jogou o time brasileiro Flamengo e o argentino River Plate; sendo a equipe carioca a campeã. O incidente ocorreu no interior de um bar na Waverly St., em Framingham (MA), informaram as autoridades.

Os agentes prenderam Vinicius Borges, de 34 anos, morador na mesma cidade, às 4:50 da tarde, e, então, ordenaram o fechamento do Braza Restaurant devido à falta suficiente de seguranças para lidar com as centenas de pessoas que lotaram o bar, segundo o boletim de ocorrência policial (BO) apresentado à Corte Distrital de Framingham. Um grupo de policiais foi enviado ao local, após as autoridades terem recebido a denúncia de uma briga envolvendo oito pessoas. No local, os agentes encontraram um salão na parte de trás do prédio repleto de clientes “intoxicados”. Os policiais calculam que até 300 pessoas assistiam ao jogo no estabelecimento.

Quando os agentes chegaram ao bar, Borges foi identificado como um dos agressores durante a briga. Os policiais tentaram conversar com ele, mas o brasileiro começou a gritar e ofender verbalmente as autoridades.

“Borges não estava cooperando e demonstrava agressividade quando foi pedido para sair do estabelecimento”, escreveram os policiais no BO.

Quando um dos agentes tocou no braço de Vinicius, ele empurrou o policial e começou a ofendê-lo verbalmente, então, outros agentes o mobilizaram. O gerente do bar detalhou que o salão de trás do estabelecimento havia sido alugado por fãs de dois times de futebol rivais que estavam jogando na partida, Flamengo e River Plate. Durante a disputa, os fãs ficaram agitados depois que um dos times fez um gol e um dos fãs atirou uma lata contra outro fã adversário, atingindo-o na cabeça e provocando um corte, detalhou a polícia no BO.

O também brasileiro Guilherme A. Cota, de 33 anos, morador na Arlington St., admitiu ter lançado a lata, mas os policiais não o prenderam. Ao invés disso, eles preencheram um BO no qual foi intimado a comparecer ao tribunal por agressão física.

As autoridades detalharam que o bar tinha somente 2 seguranças e 2 atendentes trabalhando; tornando impossível para eles monitorarem o quanto de bebida alcóolica as pessoas estavam consumindo e como manter uma multidão tão grande sob controle. Em decorrência disso, os policiais ordenaram o fechamento do bar, visando a segurança pública, conforme o BO.

Os agentes prenderam Borges, morador na Marian Road, e o acusaram de agressão física contra um policial e desordem em local público. Ele foi liberado depois do pagamento da fiança de US$ 500 durante a audiência preliminar na Corte Distrital de Framingham, na segunda-feira (25). O réu terá que retornar ao tribunal para audiência pré-julgamento, agendada para 17 de janeiro.

L

Related posts

Comentários

Send this to a friend