Brasileiro pede a imigrantes que se cadastrem como doadores de medula

Foto6 Rodolfo Rogerio Hass e Roger Hass Brasileiro pede a imigrantes que se cadastrem como doadores de medula
Através das redes sociais, Rogério Rodolfo Hass, com o filho Roger, de 3 anos, pediu aos brasileiros nos EUA que se registrem como possíveis doadores
Foto6 Rodolfo Rogerio Hass e Roger Hass  Brasileiro pede a imigrantes que se cadastrem como doadores de medula
Em sua página no Facebook, Rogério Rodolfo Hass informou que o filho Roger, de 3 anos, está na etapa final do tratamento contra a leucemia

O filho de Rodolfo Rogério Hass, Roger, está na fase final do tratamento e ele encorajou os brasileiros nos EUA a se cadastrarem no registro nacional

O catarinense Rodolfo Rogério Hass, através de sua página no Facebook, fez um apelo aos imigrantes brasileiros nos Estados Unidos que se cadastrem como possíveis doadores de medula óssea. O filho dele, Roger Hass, de 3 anos, está na fase final do tratamento contra a leucemia, mas, mesmo assim, ele encorajou os brasileiros a se cadastrarem no registro nacional e organizou uma campanha de doação de sangue no município de Anitápolis (SC).

“O pedido do LEÃOZINHO (A CURA), já chegou aos EUA (Estados Unidos) e em parceria com o Instituto The ICLA da Silva, maior grupo de recrutamento de possíveis doadores no país, vamos pedir que os brasileiros que moram no exterior, se cadastrem como possíveis doadores de medula (óssea). Vamos lá meus amigos BRASILEIROS, vamos ser heróis, se cadastrem como doador de medula. O coração de vocês tem muito sangue brasileiro que eu sei. Desde já agradeço a todos esses meus “brothers” (procurei no Google como se escreve kkk) COMPATRIOTAS, que vão se cadastrar e tenho certeza que serão milhares… Obrigado!!! Link para se cadastrar como doadores de medula/ Instituto Americano: Join.bethematch.org/Doeesperanca. Amor, foco e fé”, postou Rodolfo em sua página no Facebook.

“Vamos iniciar campanha de doação de sangue, plaquetas e se cadastrar como doadores de medulas. É muito importante amigos, só quem está passando e passou por lá sabe do que se trata… Nossos anjos merecem um pouquinho do seu sangue, pense se fosse seu filho (chantagem emocional kkk faz parte, queremos muitos doadores). Pois o Roger já esta vencendo e chegando ao final do tratamento, dia 07/01/2019, consulta para início da manutenção, mas ainda há inúmeras crianças precisando e que ainda vão precisar.
Vamos ajudar a salvar vidas, salvar o filho de alguém… espalhar amor…”, acrescentou.

. Apelo à comunidade nos EUA:

No Facebook, Rodolfo postou várias mensagens de apelo e encorajando os brasileiros nos EUA a se cadastrarem no registro:

“Nosso filho Roger Hass é uma criança de 3 anos diagnosticada com leucemia linfoide aguda que está recebendo protocolos de quimioterapia para evitar o transplante de medula óssea! Nós agradecemos a Deus pelo Roger estar reagindo bem a este tratamento e por gratidão queríamos pedir aos brasileiros que vivem nos Estados Unidos se registrarem como um possível doador de medula óssea em benefício de outras centenas de crianças que necessitam da solidariedade de um amigo desconhecido!” Diz uma das postagens.

. Brasileiros no exterior:

A base genética brasileira é muito diversa, em virtude das várias etnias que compõem a população, portanto, é importante que cada vez mais brasileiros se cadastrem como possíveis doares de medula óssea. Para efetuar o registro é necessário que os interessados preencham os seguintes requisitos: Tenham entre 18 e 44 anos. O registro é gratuito e não importa o status migratório. Necessita residir nos USA. O registro pode ser feito online: join.bethematch.org/saveme ou Join.bethematch.org/Doevida. Registre-se como um possível doador de medula óssea pelo telefone: Envie mensagem de texto: Cure135, para: 61474. Necessita residir nos USA. Em uma semana, o interessado receberá em sua residência um envelope selado com um kit para o teste genético. Basta fazer a fricção dos cotonetes na parte interna da bochecha e colocar na caixa do correio, explicou Roosevelt Ramos, coordenador da Fundação Icla da Silva nos EUA.

“Estamos perdendo nossas crianças por falta de solidariedade, ajude a salvar uma vida!” Encorajou o ativista. Mais informações podem ser obtidas através do tel.: (407) 276-4860, falar com Roosevelt Ramos ou do e-mail: [email protected]

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend