Brasileiro processa advogado de imigração na Flórida

Foto22 Bill Stenger e Ariel Quiros 1024x958 Brasileiro processa advogado de imigração na Flórida
Bill Stenger e Ariel Quiros no local de construção do balneário Jay Peak, em Vermont

Felipe Accioly Vieira alega ter sido lesado em US$ 540 mil investidos no Jay Peak

Um comerciante que investiu mais de US$ 500 mil no projeto de expansão do balneário Jay Peak no North Kingdon está processando judicialmente uma firma de advogados na Flórida e o presidente da empresa por erro profissional e quebra de contrato, conforme documentos na Corte Distrital Federal em Vermont. O brasileiro Felipe Accioly Vieira apresentou a ação contra a The Korda Law Firm em Naples (FL) e o presidente dela, Anthony Korda. O processo informa que a companhia era conhecida anteriormente como Korda, Zitt & Associates. As informações são do portal StoweToday.com.

A ação alega a quebra de contrato, enriquecimento injusto dos acusados, fraude ao consumidor e quebra de obrigação fiduciária. Além disso, o processo alega que os réus mentiram sobre os investimentos e também omitiram informações importantes.

O processo de Vieira alega que os acusados informam ser advogados especializados em vistos EB-5 com abrangência nacional e “se gabaram de terem o índice de 100% de sucesso” para os clientes nos processos EB-5. Entretanto, Vieira alega que o investimento dele no valor de US$ 540 mil não foi protegido.

O Programa do Imigrante Investidor EB-5 foi criado para estimular a economia nos EUA através de investimentos usando capital estrangeiro. Conforme o programa, os investidores estrangeiros podem receber o visto de residência permanente para viver e trabalhar nos EUA a partir de uma quantia mínima investida e a criação de vagas de trabalho.

O processo de Vieira alega que Anthony Korda nunca foi licenciado para praticar Direito na Flórida e Vermont. O website da Korda Law Firm informa que ele é autorizado a atuar na Califórnia e que possui um escritório em Beverly Hills. Felipe busca mais de US$ 2 milhões em indenização, danos consequentes e gerais, além da indenização de todo o lucro, compensação e benefícios coletados pelos réus. O brasileiro solicitou um julgamento com júri popular.

Felipe, um analista financeiro, mudou-se com a família para Vermont em 2013 e investiu na construção de várias casas em Jay Peak, segundo o jornal New York Times em 2016, ocasionando o início da investigação federal do projeto EB-5 no balneário.

A ação judiciária detalha que Vieira conversou em fevereiro de 2012 com o então presidente e CEO da Jay Peak, William Stenger, sobre investir em um dos inúmeros projetos envolvendo o EB-5 no balneário. Felipe disse que perguntou posteriormente por uma lista de advogados que poderiam ser recomendados para apresentar a aplicação para o EB-5, cita o processo.

“Ao invés de mostrar uma lista, William Stenger direcionou o Sr. Vieira para trabalhar com um advogado de imigração específico, Anthony Korda. Curiosamente, o réu Korda era um investidor que recebeu o green card dele investindo na Fase 1 dos projetos EB-5 no Jay Peak”, cita a ação judicial.

Korda prometeu assessorar Vieira e ajuda-lo a preparar a aplicação para o Jay Peak Hotel Suites Stateside Project. Na mesma época, problemas foram verificados entre o Vermont Regional Center para os projetos EB-5 e o Rapid USA Visas, uma firma de consultoria terceirizada que indicava investidores em potencial ao Jay Peak, alega a ação. A Rapid USA Visas informou que havia perdido a confiança no projeto Jay Peak e como a verba estava sendo utilizada.

Em abril de 2016, a desconfiança crescente de Vieira e da Rapid Visas foi confirmada quando o US Securities & Exchange Commission apresentou a ação judicial com 52 acusações de fraude contra os administradores do Jay Peak, Ariel Quiros e William Stenger, alegando uso indevido da verba dos investidores do EB-5. No início de setembro, foi apresentada na Corte Federal de Burlington contra um advogado de Nova York e a firma dele por 3 investidores chineses, que também fizeram investimentos substanciais em diferentes partes da expansão do Jay Peak.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend