Brasileiros conquistam espaço em multinacionais americanas

Foto19 Paula Mescolin 896x1024 Brasileiros conquistam espaço em multinacionais americanas
Formada em Design e Moda, Paula Mescolin nunca imaginou trabalhar como executiva nos EUA

Em busca de talento e liderança empresas do mundo todo entram na disputa por profissionais de qualidade

A busca pela formação de líderes é uma das prioridades de 89% das empresas globais, segundo um estudo da consultoria Bersin by Deloitte. De acordo com a pesquisa feita em 2016, empresas de 130 países classificam a formação de líderes como uma questão de extrema importância. Porém, apenas 13% dessas empresas declaram-se excelentes na formação de líderes. A busca por profissionais de destaque na gestão de talentos, engajamento de equipes e desenvolvimento de lideranças é cada vez mais acirrada. E foram exatamente essas 3 qualidades que chamaram a atenção no currículo da brasileira Paula Mescolin.

. Visão de futuro:

Chanel, Bulgari, Cartier, Hermes, Montblanc… Ela está envolvida com as marcas mais famosas do mundo da moda. A brasileira Paula Mescolin vem se destacando no mercado de “travel retail”, uma indústria global voltada para a venda de produtos a turistas e viajantes internacionais. Paula é executiva visual de merchandising e purchasing desse setor. Ela é responsável pela gestão e desenvolvimento da carteira de fornecedores e produtos do segmento de luxo para as lojas. “Sou responsável por desenvolver e administrar o sortimento das lojas norte-americanas e LATAM. Meu background em moda e produto, mais o conhecimento do comportamento de consumo da América Latina me abrem portas nesse ramo”, diz Paula Mescolin.

Em busca de resultados, multinacionais americanas abrem os olhos para a diversidade no ambiente de trabalho. Para acelerar o desenvolvimento do setor, estrategicamente as empresas multinacionais recrutam equipes formadas não apenas por americanos, mas também por profissionais de outras culturas e países. “É totalmente viável encontrar um profissional americano tecnicamente qualificado para esse trabalho, mas vejo que executivos latinos estão mostrando empatia e percepção concreta desse nicho, sendo bem reconhecidos. Isso só traz benefícios e bons resultados para todos”, explica Mescolin.

. Do design ao comando de equipe:

Formada em Design e Moda, Paula Mescolin nunca imaginou trabalhar como executiva nos Estados Unidos. A carioca se mudou para a Flórida há dois anos e, em pouco tempo, se tornou um nome forte no mercado americano principalmente por sua criatividade. Como executiva de compras e VM da Duty Free Partners, a brasileira é responsável por expandir os negócios da multinacional para pontos de venda da América do Norte e América Latina. Paula lida com grupos e marcas famosas e confia na experiência para abrir novos caminhos. “Com minha experiência em moda e design, acho que tenho mais facilidade em gerir o sortimento e o departamento de compras para lojas de duty free”, diz a executiva.

Assim como Paula, profissionais com conhecimento em diferentes segmentos de mercado são cada vez mais valorizados por empresas americanas. Experiências em indústrias diversas são consideradas como “skill”. No dia-a-dia corporativo é imprescindível ter um campo de conhecimento amplo na hora de argumentar. “Confesso que conhecer a cultura latina de perto foi o diferencial. Acredito muito no potencial desse mercado e estou feliz em colaborar na expansão dos negócios da Duty Free Partners na América Latina”, finaliza Paula Mescolin.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend