Brasileiros realizam 1º torneio temático de futebol de botão em NY

Foto15 Torneio de Futebol de Botao  Brasileiros realizam 1º torneio temático de futebol de botão em NY
Os brasileiros participantes do “1º Torneio Bandas de Rock – Ironbound League”, em Forest Hills (NY)
Foto15 Torneio de Futebol de Botao Brasileiros realizam 1º torneio temático de futebol de botão em NY
Os troféus entregues aos vencedores também foram temáticos e prestaram tributo ao Rock N’ Roll

O “1º Torneio Bandas de Rock – Ironbound League” contou com a participação de oito jogadores e ocorreu em Forest Hills (NY)

No primeiro fim de semana de agosto, um grupo formado por 8 brasileiros realizou o 1º torneio temático de jogo de botão, o “1º Torneio Bandas de Rock – Ironbound League”, em Forest Hills (NY). Os participantes, moradores em Nova York e New Jersey, trajaram camisetas personalizadas com os símbolos das maiores bandas tradicionais do rock internacional. Exímios nos detalhes, até os botões utilizados na competição foram confeccionados conforme a temática, além dos prêmios.

Agora, os brasileiros planejam realizar o 2º Newark Button Soccer Cup no próximo 1 de setembro, portanto, buscam apoiadores e patrocinadores. Os interessados podem acessar o portal www.playbuttonsoccer.com ou o e-mail: [email protected].

Em maio de 2018, eles organizaram a 1ª “Copa do Mundo de Futebol de Botão” realizada nos EUA. A competição ocorreu na loja de artigos de futebol Upper 90 Soccer Center, no bairro de Astoria, em Queens (NY).  A organização do torneio ficou por conta da Button Soccer USA (www.buttonsoccerusa.com), fundada em 2007. Entre os 16 participantes registrados, estavam 6 “botonistas” vindos de Ottawa, Canadá, 1 de Houston, Texas e 1 de Chicago (Ill.), que se juntaram aos residentes da região de New York e New Jersey. Anderson Vieira, natural de São Paulo, morador no bairro do Ironbound, em Newark (NJ), que jogava futebol de botão na infância, também acompanhou a competição.

Relatos de antigos colecionadores contam que marmanjos do Pará já brincavam de fazer gols com pequenos botões por volta da década de 20. Logo, o jogo chegaria ao Rio de Janeiro, onde, em 1930, o músico e publicitário Geraldo Décourt publicou o primeiro livro de regras oficial. “A partir do Rio, o futebol de botão passou a ser difundido para vários outros estados”, afirma Elcio Vicente Buratini, vice-presidente da Confederação Nacional de Futebol de Mesa, sediada em São Paulo.

Naquela época, o jogo tinha um nome bem estranho: Celotex, o mesmo do material de que eram feitas as mesas. Com a popularização do jogo em todo o país, cada região desenvolveu suas próprias regras. Mas a brincadeira ficou coisa séria em 1988, quando o Conselho Nacional do Desporto reconheceu o futebol de botão como esporte legítimo, oficializando as três modalidades praticadas até hoje: baiana, carioca e paulista.

As bolinhas, que já foram feitas de miolo de pão, cortiça e lã, hoje são de plástico ou feltro. O acrílico usado nos jogadores é o mesmo material de onde saem os goleiros. Essa resina também serve para produzir a palheta, peça usada para impulsionar os craques pela mesa, embora também existam modelos de plástico e madrepérola

“Nosso grupo está se expandindo e vários torneios e ligas estarão acontecendo. Seria uma ótima visibilidade uma notícia no Brazilian Voice e apoio de vocês seria imprescindível para mais brasileiros se juntarem e voltarem a se divertir com um jogo tão brasileiro. Muito obrigado”, concluiu Joao Henrique.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend