Home / Notícias / Comunidade / Departamento contrata primeiros policiais brasileiros em MA

Departamento contrata primeiros policiais brasileiros em MA

Agentes assumirão o cargo depois que graduarem-se na academia em maio

Em junho desse ano, as ruas do município de Framingham, Massachusetts, contarão com a presença de dois agentes de polícia brasileiros. O Sargento e porta-voz, Paul Shastany, anunciou que Thiago Miranda, 25 anos, residente em Gloucester, e Katherine de Moraes, 27 anos, residente em Worcester, entrarão em ação assim que graduarem-se na Academia de Polícia de Boston em maio desse ano. Ambos, juntamente com o policial David Loureiro, 27 anos, falam português.

As contratações fazem parte de um esforço iniciado em 2006 pelo Chefe Steven Carl, que pediu auxílio ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos na melhoria das relações entre as autoridades e a comunidade brasileira na região.

A Prefeitura de Framingham publica anúncios nos jornais brasileiros locais e programas de rádio encorajando os brasileiros a fazeremo exame de serviço civil. Estima-se que 12 mil dos 65 mil residentes no município sejam brasileiros.

“Queremos refletir e representar a comunidade que protegemos”, comentou Shastany.

Com as novas 3 contratações, o Departamento de Polícia possui 8 oficiais que falam português e outros 8 que falam espanhol. Vinte entre os 122 policiais que compõem o departamento são bilingües.

Há 2 anos, as autoridades locais contrataram o primeiro cidadão brasileiro para atuar como despachante, entretanto, ela possuía somente a residência permanente, por isso, não podendo tornar-se uma policial. Somente cidadãos norte-americanos, nascidos ou naturalizados, podem tornar-se agentes de polícia.

Tendo um policial que fale o seu idioma e entenda sua cultura pode ajudar a reduzir o “temor” que os brasileiros têm das autoridades e, conseqüêntemente, a relutância em denunciar crimes que ocorrem na comunidade, disse Shastany. É para o bem estar não somente dos brasileiros, mas de toda a comunidade em geral, acrescentou ele.

“É responsável, hábil e benéfico para a comunidade incorporar pessoas que falem outros idiomas em nossa corporação”, disse o porta-voz. “Quando tentamos prestar serviços e deparamos com a barreira da língua, qualquer um pode tornar-se uma vítima”.

About Leonardo Ferreira

O jornalista Leonardo Ferreira é formado em Comunicação Social pelas Faculdades Integradas Hélio Alonso – FACHA, sediada no Rio de Janeiro - RJ.

Responder

x

Check Also

Alba Oliveira luta contra um câncer renal descoberto há aproximadamente 2 anos (Foto: Facebook)

Imigrantes fazem campanha para brasileira vítima de câncer renal

Alba Oliveira foi diagnosticada há 2 anos com a doença e não ...