Campanha para ajudar acusado de liderar gangue é tirada da internet

Foto29 Maluh Santos e Marcio Costa Campanha para ajudar acusado de liderar gangue é tirada da internet
Maluh Santos (esq.) disse acreditar na inocência do namorado, Márcio Costa (dir.) (Foto: Redes sociais)
Foto29 Marcio Costa Campanha para ajudar acusado de liderar gangue é tirada da internet
Márcio Costa, popularmente conhecido como “Marcinho”, é acusado de ser líder do PCM (Foto: Redes sociais)

Márcio Costa foi preso em 25 de abril com mais 13 pessoas, todas acusadas de fazerem parte da PCM

Três dias após a prisão de Márcio Costa, de 28 anos, acusado de liderar a facção Primeiro Comando de Massachusetts (PCM), a namorada dele, Maluh Santos, moradora em Malden (MA), iniciou no website GoFundMe.com uma campanha beneficente. A campanha tinha o objetivo de arrecadar doações para arcar com os custos com advogado e encargos judiciais no caso. Entretanto, até a manhã de sexta-feira (3), não havia registrada nenhuma doação e, no domingo (5), a campanha online foi desativada.

O acusado, conhecido popularmente como “Marcinho”, foi preso em 25 de abril com mais 13 pessoas, todas acusadas de fazerem parte da PCM. As autoridades americanas acreditam que o grupo estava envolvido no tráfico de drogas, armas e sequestro. Em entrevista ao jornal Brazilian Globe, Maluh insistiu na inocência do namorado e iniciou a campanha na esperança de ajuda-lo.

Em 25 de abril, membros e associados da gangue Primeiro Comando da Massachusetts (PCM), com supostas ligações no Brasil, compareceram à Corte para ouvirem formalmente as acusações de tráfico de drogas e armas de fogo, roubos e sequestros ocorridos em Massachusetts, informaram as autoridades. As informações são do canal de TV local Boston 25 News.

Os membros da gangue residem em várias comunidades da área quando foram presos, incluindo Boston, Stoughton, Malden, Everett, Somerville, Brighton e Chelsea e anteriormente em Whitman, Framingham e Revere, todas em Massachusetts. Vários deles estão em situação migratória irregular nos EUA, detalhou o promotor público, Andrew Lelling, através de um comunicado.

As autoridades também apreenderam 27 pistolas, 2 espingardas de cano curto, 1 espingarda, 1 rifle e centenas de cartuchos de munição durante a batida policial.

“As gangues violentas que proliferam a violência são um flagelo em nossas comunidades”, disse Lelling. “Nos últimos meses, membros e associados do Primeiro Comando de Massachusetts têm cometido crimes sérios e violentos: roubando descaradamente o comércio local, traficando drogas, armas de fogo ilegais e até sequestrando uma jovem”.

“Não vamos ficar de braços cruzados e permitir que esses criminosos interrompam a segurança e a paz de nossas comunidades”, acrescentou Lelling. “Que as prisões e acusações de hoje (25) sejam uma mensagem para os membros de gangues e seus associados: Se você ameaçar a segurança e o bem-estar dos residentes de Massachusetts, iremos prendê-lo e processá-lo usando todos os recursos federais à nossa disposição”, acrescentou.

Os suspeitos foram detidos tendo como base a lei “Racketeer Influenced and Corrupt Organization Act” (RICO); a qual permite processar organizações criminosas como gangues, máfia e quadrilhas de rua. Entre os 14 acusados presos estão os seguintes brasileiros: Marcio Costa, conhecido como “Marcinho” e “Marcin”, de 28 anos, morador em Malden, o suposto líder do PCM foi acusado de conspiração RICO, conspirar para cometer roubo, conspirar para distribuir substâncias controladas e envolvimento com armas de fogo sem licença. João Pedro Marques Guimarães Gama, conhecido como “Baiano” e “Baianinho”, de 21 anos, indocumentado e residente em Malden, foi acusado de conspiração RICO, conspirar para cometer assalto, envolvimento em negócio de armas de fogo sem licença e ser um estrangeiro na posse de uma arma de fogo. Breno Henrique da Silva, de 20 anos, residente em Somerville, foi acusado de conspiração RICO, conspirar para cometer roubo e conspirar para distribuir substâncias controladas. Álvaro dos Santos Melo, de 22 anos, residente em Everett, foi preso e acusado de conspiração RICO, conspirar para cometer roubo e distribuir substâncias controladas. Edson da Silva, de 19 anos, morador em Whitman, foi preso por acusações de sequestro, posse de armas de fogo, RICO e roubo. Igor Costa, de 20 anos, morador em Framingham, foi detido e acusado federalmente por RICO e conspirar para cometer roubo. Vinicius Gonçalves de Assis, residente em Revere, foi preso e acusado por conspiração RICO. Rodrigo Tavares, de 19 anos, morador em Stoughton, foi acusado de ser um estrangeiro com posse de uma arma de fogo e envolvimento com armas de fogo sem licença. Rony de Freitas, de 21 anos, morador em Lowell, foi acusado de envolvimento com armas de fogo sem licença. Fernando de Oliveira, de 24 anos, indocumentado e morador em Brighton, foi acusado de ser um estrangeiro em posse de uma arma de fogo e envolvimento com armas de fogo sem licença.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend