Cartunista é demitido por desenhar Trump jogando golfe ao lado de imigrantes afogados

Foto16 Michael de Adder Cartunista é demitido por desenhar Trump jogando golfe ao lado de imigrantes afogados
A imagem de Adder retrata Trump de pé ao lado de Óscar Alberto Martinez Ramirez e a filha dele, Angie Valéria, afogados na margem do Rio Grande

Michael de Adder era profissional freelance do jornal Brunswick News e teve o contrato cancelado depois de postar a charge no Twitter

Um cartunista canadense perdeu o contrato freelance dele com um jornal depois de ter postado no Twitter uma ilustração que retratava o Presidente Donald Trump jogando golfe sobre o corpo de 2 imigrantes que morreram afogados. O cartunista político Michael de Adder alegou que perdeu o contrato devido à imagem de Trump, entretanto, a companhia negou a alegação.

“Esta é uma versão falsa a qual surgiu imprudentemente na rede social”, disse o jornal Brunswick News Inc., através de um comunicado no domingo (30).

A imagem foi postada na página de Adder no Twitter na quarta-feira (26) e retrata Trump de pé na cópia da foto de Óscar Alberto Martinez Ramirez e a filha dele de 1 ano e 11 meses, Angie Valéria, afogados na margem do Rio Grande.

“Vocês se importam se eu continuar jogando?” Diz a legenda.

O Brunswick News alegou que a decisão de contratar outro cartunista foi tomada “muito antes dessa charge”. Entretanto, o cartunista insistiu que a saída dele teve motivação política.

“Importa se eu fui demitido por causa de uma charge do Donald Trump quando toda charge sobre o Donald Trump que eu apresentei ao longo do ano passado nunca foi publicada?” Postou ele no Twitter.

“Isso chegou ao ponto de que eu não apresentei mais nenhuma charge sobre o Donald Trump por medo de que eu pudesse ser demitido”, concluiu.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend