Cohen diz que está adiando o testemunho devido ameaças de Trump

Foto5 Michael Cohen Cohen diz que está adiando o testemunho devido ameaças de Trump
Michael Cohen acusa Trump de orientá-lo a pagar uma estrela pornô e modelo da Playboy, semanas antes da eleição presidencial de 2016 (Foto: NPR)

Michael Cohen estava agendado para depor perante o Comitê de Supervisão da Câmara em 7 de fevereiro

O ex-advogado de Donald Trump, Michael Cohen, teria adiado o depoimento perante um painel da Câmara no mês que vem por causa de ameaças feitas pelo Presidente e seu novo advogado, Rudy Giuliani, disse o assessor dele nesta quarta-feira (23).

“Devido às contínuas ameaças contra sua família pelo Presidente Trump e Giuliani, ocorridas até o último fim de semana, assim como a contínua cooperação de Cohen com as investigações em andamento, conforme o alerta do Conselho”, ele adiará o comparecimento (à audiência), informou Lanny Davis num comunicado.

“Este é o momento em que o Sr. Cohen teve que colocar sua família e sua segurança em primeiro lugar”, acrescentou Davis.

Cohen estava agendado para depor perante o Comitê de Supervisão da Câmara em 7 de fevereiro.

Falando aos repórteres na Casa Branca, Trump alegou que Cohen “só foi ameaçado pela verdade”.

Davis referiu-se aos recentes comentários feitos por Trump e Giuliani sobre Cohen e o sogro dele, Fima Shusterman, que admitiu a culpa em 1993 por fraude fiscal relacionada ao imposto de renda referente à companhia de táxis em Nova York.

Citando uma notícia no canal Fox News, Trump postou no Twitter na sexta-feira passada (18): “Não se esqueça, Michael Cohen já foi condenado por perjúrio e fraude e, recentemente, nesta semana, o Wall Street Journal sugeriu que ele pode ter roubado dezenas de milhares de dólares. Mentindo para reduzir seu tempo de prisão!”

“Cuidado com o sogro!”, Acrescentou Trump.

Giuliani disse que Trump está se defendendo das alegações de Cohen ao criticar Shusterman. Além disso, o Presidente passou a alegar que o sogro de Cohen, que é ucraniano, tem ligações com a máfia.

“O sogro tem milhões e milhões”, disse Giuliani no programa “State of the Union” do canal de notícias CNN. “Estou lhe dizendo que ele vem da Ucrânia. Essa razão é importante, ele pode ter laços com algo chamado crime organizado”.

Giuliani também acusou Cohen de mentir sobre Trump para reduzir seu tempo de prisão.

Os republicanos no painel informaram que o advogado de Cohen, Guy Petrillo, enviou-lhes  uma carta dizendo que Cohen não poderia discutir nada sobre a investigação do Conselho Especial liderado por Robert Mueller. Isso significa que Cohen não estaria autorizado a falar sobre os pagamentos que ele disse que Trump o orientou a fazer para uma estrela pornô e modelo da revista Playboy, semanas antes da eleição presidencial de 2016, para manter sigilo sobre assuntos que poderiam prejudicar o então candidato presidencial republicano. Ele também não poderia falar sobre as alegações de que Trump estava envolvido em negociações sobre a construção de uma Trump Tower em Moscou até junho de 2016.

Em novembro passado, Cohen declarou-se culpado por mentir aos investigadores sobre o projeto de Trump em Moscou e por fraude no imposto de renda, sendo condenado a três anos de prisão. O ex-advogado deve se render às autoridades em 6 de março.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend