“Coiote” abandona menino de 6 anos no deserto

Foto13 Patrulheiro “Coiote” abandona menino de 6 anos no deserto
A criança relatou às autoridades que ele foi deixado no local por “seu tio” e que a Patrulha da Fronteira (CBP) iria buscá-lo

Patrulheiros encontraram a criança sozinha ao norte da fronteira em Lukeville (Ariz.)

Na noite de terça-feira (19), um menino costarriquenho, de 6 anos, foi resgatado por agentes da Patrulha da Fronteira dos EUA (CBP), após ter sido abandonado em uma estrada de fronteira entre o México e Arizona. Os patrulheiros descobriram a criança ao norte da fronteira em Lukeville (Ariz.), em temperaturas acima de 100º graus (38º Celsius).

A criança relatou às autoridades que ele foi deixado no local por “seu tio” e que a Patrulha da Fronteira iria buscá-lo. Agentes detalharam que o garoto disse que estava indo ver a mãe que vive nos Estados Unidos.

Os patrulheiros informaram que a criança foi encontrada em boas condições de saúde. Ela foi levada para Tucson para ser examinado e registrado. As autoridades não detalharam o que aconteceria com ela em seguida.

A CBP informou que o incidente destaca os perigos enfrentados pelos migrantes nas mãos de contrabandistas de seres humanos (Coiotes). As crianças, em particular, são extremamente vulneráveis, não apenas à exploração, mas também às condições do meio-ambiente.

As autoridades acrescentaram que o deserto do Arizona “é um ambiente impiedoso para aqueles despreparados devido ao terreno isolado e condições climáticas imprevisíveis”.

. Tráfico humano:

Na noite de terça-feira (12), a descoberta de 54 imigrantes indocumentados escondidos no interior da carroceria de um caminhão estacionado numa viela transformou a vizinhança tranquila, em North Side, numa cena de caos, em San Antônio (TX). Várias pessoas tentaram fugir dos patrulheiros, pulando cercas e subindo no telhado de casas, algumas delas sofrendo fraturas. Viaturas cercaram a vizinhança. Os agentes iluminaram com lanternas os quintais escuros das casas  e helicópteros sobrevoaram a área durante várias horas.

O incidente revela que o tráfico humano continua a ser um negócio altamente disseminado e organizado enquanto o Presidente Donald Trump e a administração atual tentam fechar a fronteira. A descoberta de homens, mulheres e crianças indocumentados e naturais do México, Guatemala, El Salvador e Brasil aconteceu quase 1 ano depois que 10 imigrantes morreram e muitos outros ficaram feridos. Na ocasião, eles foram postos no interior de uma carroceria sem refrigeração que foi abandonado no estacionamento de uma filial do Walmart na região de South Side, na mesma cidade.

Ao todo, 54 pessoas foram detidas no caso de terça-feira (12), informaram as autoridades federais durante coletiva de imprensa, na quarta-feira (13). O documento preenchido pelo agente especial Robert Cardenas detalhou que 53 pessoas foram capturadas, além do motorista do veículo. Seis pessoas hospitalizadas devido a ferimentos, sendo que 4 delas foram liberadas na quarta-feira (13).

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend