Com temor a Trump, dispara número de aplicações para a cidadania americana

Foto21 Cerimonia de Naturalizacao 1024x683 Com temor a Trump, dispara número de aplicações para a cidadania americana
A tendência é que 2017 ultrapasse os 971.242 que aplicaram no ano fiscal de 2016

No ano fiscal de 2016, 971.242 portadores do green card aplicaram para a cidadania americana

Durante quase uma década, o imigrante Yonis Bernal se sentiu perfeitamente cionfortável portando um green card que o permitia viver e trabalhar legalmente nos EUA. Tornar-se cidadão não era uma prioridade,  mas ele mudou de ideia depois que Donald J. Trump assumiu a presidência.

“Toda essa conversa sobre os imigrantes me fez pensar que ainda poderia ser deportado”, disse Bernal, de 49 anos, motorista de caminhão que deixou El Salvador em 1990 e possui 2 filhos adolescentes. “Você nunca sabe”.

Semana passada, ele estava entre 3.542 imigrantes que levantaram a mão direita para fazer o juramento de naturalização no interior do Centro de Convenções de Los Angeles, juntando-se a crescente onda de cidadãos novos por todo o país.

Enquanto Trump baseava sua campanha eleitoral na construção de um muro ao longo da fronteira com o México e o combate à imigração clandestina, 2016 foi o ano mais movimentado no envio de aplicações para a cidadania. Entrertanto, em 2017, o número de aplicações tende a superar o ano anterior, provocando até acúmulo sazonal nos processos. Esta é a primeira vez em 20 anos que o número de aplicações não caiu depois de uma eleição presidencial, segundo a análise da National Partnership for New Americans, uma coalisão que envolve 37 grupos de ativistas.

Com o constante fluxo de retórica extremista e o cumprimento das leis nos noticiários, assim como o aumento de campanhas em prol da naturalização, não há sinais que tal ritmo diminua. No ano em que o governo aumentou o número de batidas migratórias, apoia o combate à imigração clandestina e rescindiu o programa que protege da deportação quase 800 mil jovens indoncumentados, mesmo a posse de um green card (residência permanente) não é o suficiente nos olhos de milhares de imigrantes legais. Aparentemente, as duas principais motivações são a proteção do risco de deportação e o direito de votar.

“O incentivo para se obter a cidadania americana se torna mais forte quando você tem um ambiente político e a política que temos agora mesmo”, disse Rosalind Gold, diretora da Naleo Educational Fund, uma ONG bipartidária latina.

Aproximadamente, 8.8 milhões de imigrantes são elegíveis para a cidadania americana, indeicando que eles têm sido residentes legais permanentes (green card) por pelo menos 5 anos. Nos 3 primeiros quartos do ano fiscal de 2017, entre 1 de outubro de 2016 e 30 de junho, o período mais recente de dados disponíveis, 783.330 apresentaram a aplicação, em contraste com 725.925 que apresentaram no mesmo período do ano anterior. A tendência é que ultrapasse os 971.242 que aplicaram no ano fiscal de 2016.

Com a disparada das aplicações, o atraso no processamento tem sido mais frequente. Havia 708.638 aplicações pendentes até o final de junho, um aumento das 522.565 aplicações registradas no final do ano fiscal de 2016 e 291.833 em 2010. A média de espera dobrou para 8.6 meses em contraste com 4 meses há poucos anos, com candidatos em cidades como Dallas, Houston, Las Vegas e Miami esperando pelo menos 1 ano ou mais.

O Departamento de Cidadania & Serviços Migratórios (USCIS.gov), que processa as aplicações, disse que estava pedindo aos agentes para trabalharem horas extras e preenchendo vagas disponíveis, frisando que “não há solução rápida” para os atrasos.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend