Comediante Rafinha Bastos tenta carreira nos EUA

Foto10 Rafinha Bastos  Comediante Rafinha Bastos tenta carreira nos EUA
Rafinha Bastos tem feito apresentações em bares de stand up de Los Angeles (CA)

Em maio desse ano, o humorista gaúcho retornou à Terra do Tio Sam em busca do “Sonho Americano”

Após ter atuado como jogador profissional de basquetebol nos EUA, o comediante Rafinha Bastos retornou ao país para reconstruir outra carreira. Em maio desse ano, o gaúcho mudou-se para Los Angeles (CA), onde está reiniciando a carreira de humorista. Em 1999, após a conclusão do curso de Jornalismo na PUC-RS, ele viajou para os Estados Unidos com planos de investir em outra carreira: a de jogador de basquete. Com 1,96m de altura, e jogando como pivô, ele praticou o esporte profissionalmente até 2001, quando tinha 25 anos. Na ocasião, ele competiu na Liga Universitária Norte-Americana (NCAA) pela Chadron State College.

Rafael Bastos Hocsman, mais conhecido como Rafinha Bastos, é um ex-jogador profissional de basquete, humorista, apresentador, repórter, jornalista, empresário, roteirista, ator e YouTuber. Ele é um dos precursores do movimento da comédia “stand-up” (Em pé) no Brasil, assim como Diogo Portugal, Bruno Motta, Danilo Gentili, Marcelo Mansfield, entre outros. Bastos foi eleito pelo The New York Times como personalidade mais influente do Twitter em 2011, com mais de 1 milhão e 600 mil seguidores. Atualmente, possui 11.5 milhões de seguidores no Twitter e 2.2 milhões de inscritos em seu canal no YouTube. Como jogador de basquete, foi campeão Gaúcho com a SOGIPA-RS, em 2000.

Rafinha graduou-se em jornalismo na PUC-RS. O primeiro trabalho dele em televisão deu-se na Rede Manchete em 1996, logo após, entrou na TVE-RS (a TV Cultura local). Em 2001, entrou para a RBS TV. Ele produzia vídeos independentes para sua página de humor na internet, a “Página do Rafinha”, na qual fazia paródias de videoclipes famosos da época. Bastos conquistou sucesso na internet e com a esperança de levar sua página para a TV, foi para São Paulo. Em São Paulo, começou a fazer comédia stand-up, chamando atenção da mídia, e com isso acabou sendo contratado pela Band e passou a apresentar o CQC e depois A Liga, de 2008 a 2011, quando se envolveu em uma polêmica e decidiu se afastar da emissora.

Em 2012, Rafinha passou pela RedeTV! como apresentador e produtor executivo do Saturday Night Live (SNL) e lançou seu programa “A Vida de Rafinha Bastos” na Fox. Alegando que sua função era apenas incrementar produtos e comediantes à televisão brasileira, Rafinha deixou o SNL no final daquele ano. No ano seguinte, ele estreou em seu canal no YouTube o programa de entrevistas Oito Minutos e retornou ao programa A Liga como participação especial. Em 2014, ele voltou para a Band para encabeçar o talk show Agora É Tarde, anteriormente apresentado por Danilo Gentili. Em 2015, passou a criar conteúdo para o canal Multishow. Já no ano seguinte, lançou o programa Tá Rindo do Quê? com Marcelo Marron e, no mesmo ano, Chamado Central, que teve sua segunda temporada exibida no ano de 2017.

Rafinha é proprietário do bar Comedians, em sociedade com Danilo Gentili e Ítalo Gusso, em que se apresentam humoristas com shows de stand-ups. Já apresentou e gravou dois shows solo de stand-up. Em 2010, gravou “A Arte do Insulto” no bar Comedians e, em 2014, gravou o “Péssima Influência” no Teatro Bradesco.

Atualmente, Bastos tem feito apresentações em bares de stand up de Los Angeles (CA). Todos os shows são em inglês e abordam temas da vida dele, como a paternidade e a separação; pois terminou o casamento de 13 anos em março de 2017. Segundo ele, a ideia de ser imigrante nos EUA surgiu em 2011 e a matéria publicada no New York Times incentivou isso. Ele admite ter o sonho de chegar à TV norte-americana e demonstra certeza de que isso acontecerá.

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend