Depressão: Gisele Bündchen já pensou em suicidar-se

Foto2 Gisele Bundchen Depressão: Gisele Bündchen já pensou em suicidar se
“A ideia tomou conta de mim: Talvez, seja mais fácil se eu simplesmente pular. Tudo acabaria”, escreveu Gisele no livro “Lessons”

A modelo gaúcha relatou o drama vivido por ela na autobiografia “Lessons”

Enquanto a carreira internacional da modelo gaúcha Gisele Bündchen disparava no início de 2000, ela era afligida por um inimigo silencioso: A depressão. Após passar por uma viagem turbulenta em um avião monomotor em 2003, ela sofreu seu primeiro ataque de pânico, resultando em claustrofobia.

“Eu tinha uma posição maravilhosa na minha carreira, estava muito próxima da minha família, sempre me considerei uma pessoa positiva, entretanto, estava me exaustando, como, ‘por que eu tenha que sentir isso?’ Eu me sentia como se não fosse permitido sentir-se mal”, escreveu Gisele na autobiografia “Lessons” (Lições, em português). “Mas, eu me sentia sem forças. O seu mundo vai ficando cada vez mais pequeno, você não consegue respirar e esse é o pior sentimento que já senti”.

Os ataques de pânico continuaram, o que levou a Bündchen, de 38 anos, à uma fase sombria. “Eu realmente tive o pensamento de, ‘se eu simplesmente pular do meu telhado, isso irá acabar e eu nunca terei que me preocupar em sentir o meu mundo se fechando”, detalhou.

Mãe de 2 filhos, ela relatou no livro, que será lançado em 2 de outubro, a noite em que pensou em tirar a própria vida. “Eu achava que tudo em minha vida me mataria. Primeiro, foram os aviões, depois elevadores. Posteriormente, eram túneis, hotéis, estúdios de modelagem e carros. Agora, era o meu próprio apartamento”, compartilhou Gisele. “Tudo se tornou uma prisão e eu era o animal preso nela, com falta de ar. Eu não conseguia ver uma saída e não aguentava um dia a mais vivendo assim”.

“A ideia tomou conta de mim: Talvez, seja mais fácil se eu simplesmente pular. Tudo acabaria. Eu posso sair disso. Quando eu recordo aquele momento e naquela garota de 23 anos, sinto vontade de chorar. Eu quero dizer à ela que tudo acabaria bem, que ela sequer tinha começado a viver a própria vida. Entretanto, naquele momento, a única resposta parecia ser pular”.

Após consultar-se com médicos, Gisele decidiu mudar muitos aspectos da vida dela. “Eu fumava cigarros, bebia uma garrafa de vinho e três mocha frappuccinos todos os dias, mas abandonei tudo isso em um dia”, revelou. “Eu pensei, ‘se essa coisa é de alguma forma a causa dessa dor em minha vida; ela tem que ir embora”.

Após o fim do relacionamento com o ator Leonardo DiCaprio em 2005, Bündchen encontrou o amor da vida dela no jogador Tom Brady, do time Patriots. Eles se casaram em 2009, posteriormente tornando-se os pais de Benjamin, de 8 anos, e Vivian, de 5 anos. Com o apoio incondicional do marido, o casal mantem-se focalizado na família, que inclui John, de 11 anos, filho do relacionamento anterior de Brady com a ex-namorada Bridget Moynahan.

“Eles estão realmente florescendo para serem os anjos que são”, concluiu orgulhosa.

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend