Dispara a prisão de indocumentados sem antecedentes criminais

Foto10 Prisao ICE Dispara a prisão de indocumentados sem antecedentes criminais
Ocorreu o aumento de 126% nas prisões de imigrantes sem antecedentes criminais, pulando de 487 no ano fiscal de 2016 para 1.101 no ano fiscal de 2017 (Foto: ICE)

Entre o ano fiscal de 2016 e o de 2017, ocorreu o aumento em 117% das deportações em Michigan e Ohio

O número de imigrantes detidos ou deportados por agentes do Departamento de Imigração (ICE) em Michigan e Ohio disparou em 2017, conforme dados analisados pelo Free Press. Os índices confirmam aquilo que imigrantes e ativistas locais vêm alertando com relação às batidas realizadas pelo ICE e a Patrulha da Fronteira (USBP), ambos subordinados ao Departamento de Segurança Nacional (DHS).

O escritório em Detroit dos órgãos federais defende a nova postura, enquanto imigrantes e ativistas rebatem que as batidas desestabilizam as comunidades. Entre o ano fiscal de 2016 e o de 2017, ocorreu o aumento em 117% das deportações em Michigan e Ohio de imigrantes que não possuem antecedentes criminais, ou seja, pulando de 725 para 1.570. Além disso, também aumentou em 23% o aumento das deportações de imigrantes com antecedentes criminais e o aumento de 56% das deportações em geral, com 3.203 deportados no ano fiscal de 2017, que compreendeu de 1 de outubro de 2016 a 30 de setembro de 2017.

Ocorreu o aumento de 126% nas prisões de imigrantes sem antecedentes criminais, pulando de 487 no ano fiscal de 2016 para 1.101 no ano fiscal de 2017. Ocorreu o aumento de 32% dos imigrantes com antecedentes criminais e, no geral, ocorreu o aumento de 52% nas prisões realizadas pelo ICE de imigrantes em Michigan e Ohio, ou seja, de 2.241 para 3.409.

As prisões realizadas pelo escritório da USBP em Detroit também aumentou em 2017, pulando 49%, ou seja, de 716 detenções em 2016 para 1.070 em 2017. A jurisdição do escritório de Detroit da USBP engloba Michigan, Ohio, Indiana e Illinois, enquanto que o escritório do ICE em Detroit administra os estados de Michigan e Ohio.

“Definitivamente, estamos observando o aumento de pessoas sem antecedentes criminais serem presas em diversos locais, ou seja, pessoas em casa, caminhando nas ruas ou dirigindo”, disse Ruby Robinson, advogado e supervisor do Michigan Immigrant Rights Center. “Isso realmente está gerando muitos problemas. As pessoas estão com medo, com receio de sair de casa, levar as crianças à escola; devido ao aumento substancial do número de detenções”.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend