Epidemia de gripe de New Jersey poderá bater recorde 

Foto22 Mulher tossindo Epidemia de gripe de New Jersey poderá bater recorde 
Em todo o estado, foram registrados 2.119 casos de gripe B, relatou o Departamento de Saúde de New Jersey

Epidemia de gripe de New Jersey poderá bater recorde

Aumenta o número dos casos de gripe e as salas de emergência dos hospitais em New Jersey já começam a sentir o pico no volume de pacientes

Na manhã de terça-feira (7), no interior do Saint Barnabas Medical Center, em Livingston (NJ), formou-se uma fila de pacientes na seção de triagem dos enfermeiros. O Dr. Christopher Freer percebeu que 10 ou mais pessoas estavam próximas à sala de emergência. Elas ainda não haviam sido atendidas ainda, mas já era claro para Freer e a enfermeira de plantão porque elas estavam ali: A temporada de gripe havia chegado a New Jersey.

“O volume de pacientes é alto”, disse Freer, chefe do departamento de medicina de emergência do Saint Barnabas e diretor de sistema do RWJBarnabas Health Emergency Services. “O objetivo é manter a distência entre esses pacientes e o resto dos pacientes que chegam”, acrescentou.

Aumenta o número dos casos de gripe e as salas de emergência dos hospitais em New Jersey já começam a sentir o pico no volume de pacientes. Em todo o estado, foram registrados 2.119 casos de gripe B, relatou o Departamento de Saúde de New Jersey; em contraste com os 1.455 casos registrados na semana passada. Além disso, já ocorreram óbitos entre crianças relacionados à gripe nesta estação.

As visitas às salas de emergência em todo o estado estão aumentando em níveis alarmantes. Elas já ultrapassaram as três estações de gripe mais altas já registradas nesta época do ano, conforme relatórios.

“Nós estamos começando a sentir isso”, disse a Dra. Catherine McGinty, diretora médica do departamento de emergências do Cooper University Hospital em Camden (NJ).

Os hospitais em New Jersey estão se preparando para o aumento de pacientes nas próximas semanas, pois esta estação de gripe tende a ser a pior nos últimos anos ou a mais severa por todo o país, previu o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas. A situação permanece sob controle, mas especialistas e médicos em todo o Estado Jardim estão se preparando para o que eles consideram “meses desafiantes à frente”.

O Dr. David Cennimo, especialistas em doenças infecciosas na Rutgers New Jersey Medical School, acredita que o número nos casos de gripe nessa estação “tende muito a ser mais alto que a média”. O estado está registrando cada vez mais casos diários ao longo das últimas estações, frisou.

“Eu penso que é seguro dizer que esse ano poderá ser um dos piores no final”, concluiu o médico.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend