Escritor brasileiro lança livro “Amores Imperfeitos” em Newark

Foto29 Romulo Franca Pinto Escritor brasileiro lança livro “Amores Imperfeitos” em Newark
O escritor Rômulo França Pinto e o livro “Amores Imperfeitos”

Rômulo França Pinto assinará a obra no salão de eventos do restaurante Delícias de Minas

Nesta sexta-feira (12), a partir das 7:00 pm, o escritor Rômulo França Pinto, natural de Galileia (MG), morador no bairro do Ironbound, em Newark, lançará o livro “Amores Imperfeitos”. A noite de autógrafos acontecerá no restaurante Delícias de Minas e é aberta ao público em geral.

Formado em Direito, Rômulo trabalhou na profissão durante muitos anos na região do Vale do Rio Doce e chegou a escrever um livro técnico na área da advocacia; até que um dia decidiu deixa-la. “Eu advoguei por muitos anos e, quando decidi parar, sempre tinha um caso pendente para finalizar, portanto, nunca saía dela. Um dia, eu pensei, ‘o jeito é sair do Brasil”, relatou.

Ainda em Minas Gerais, Rômulo escreveu seu primeiro romance, mas não chegou a publicá-lo.

A princípio, o destino de Rômulo foi a Europa, passando por Portugal, Espanha e Itália, entretanto, desde meados da década 80 ele já visitava os Estados Unidos. A familiaridade com o país fez com que a escolha pendesse para a Terra do Tio Sam. Em 2007, antes de se fixar em Newark, ele morou em Dallas e Nova Orleans, mas a dificuldade no aprendizado do idioma inglês fez com que ele optasse pelo bairro do Ironbound devido a alta concentração de brasileiros e portugueses na região, além da proximidade com Nova York. Em New Jersey, ele trabalha como entregador de comidas, o que lhe permite vivenciar situações diversas.

“Aqui nos EUA, eu fiquei fora do universo jurídico e isso me permitiu mais flexibilidade”, disse ele.

Há 3 anos, após ler o livro 50 Tons de Cinza, publicado em 2011, e as obras das escritoras Adelaide Carraro e Cassandra Rios, famosas na década de 60, Rômulo inspirou-se a escrever uma história com teor sensual e erótico, sendo que o diferencial básico seria a presença de vários casais. A obra britânica 50 Tons de Cinza envolve um casal e retrata uma estudante de literatura de 21 anos, recatada e virgem, que conhece um poderoso magnata durante uma entrevista para o jornal da faculdade. Nasce uma complexa relação entre ambos: com a descoberta amorosa e sexual, a jovem conhece os prazeres do sadomasoquismo, tornando-se o objeto de submissão do sádico magnata.

Após concluir o “Amores Imperfeitos”, Rômulo sofreu problemas cardíacos graves e teve que ser submetido à uma cirurgia de emergência. Cerca de seis meses após a recuperação, ele revisou o que havia escrito. As personagens ganharam nomes de pedras preciosas e os sobrenomes foram inspirados nos lugares por onde ele passou na Europa.

“Na realidade, eu depurei a obra e alterei determinados aspectos. Apesar de ele ser altamente sensual e erótico, no meu livro, os homens são delicados e amam suas mulheres. Apesar de ser homem, eu tive que escrever sob a ótica feminina”, relatou. “O livro tem o objetivo de impactar as mulheres”.

A obra está disponível para a venda em diversos websites, entre eles: Saraiva.com, Amazon.com, Cultura.com e etc. Rômulo relatou que os comentários de algumas leitoras foram bastante positivos. “Uma leitora do Rio de Janeiro disse-me que, depois de ler o livro, ela presta mais atenção no olhar do marido; coisa que antes não fazia”, detalhou.

Em abril desse ano, Rômulo retornará de vez ao Brasil e, possivelmente, a princípio concederá palestras em São Paulo capital e Curitiba (PR). Após passar alguns meses na região de Governador Valadares (MG), ele fixará residência em Arraial da Ajuda, um distrito do balneário de Porto Seguro (BA). Apesar disso, ele garante que não se distanciará da literatura, pois a cidade Teixeira de Freitas (BA) abriga uma academia de letras e já se prepara para escrever outro livro, mas desta vez não será ficção. Além disso, ele não descartou a possibilidade de escrever outras obras tendo como base o “Amores Imperfeitos”.

“Espero que as pessoas gostem do livro, pois isso é o que todo escritor deseja”, concluiu.

Related posts

Comentários

Send this to a friend