Especialistas alertam para onda de gripe em NJ

Foto3 Gripe  Especialistas alertam para onda de gripe em NJ
Este ano, os especialistas desenvolveram uma vacina que combate os vírus H1N1 (gripe suína), H3N2 (que aterrorizou em 2017) e o Influenza B

Em 2017, cerca de 80 mil pessoas morreram de gripe nos EUA, incluindo 180 crianças; sendo considerada a pior temporada dos últimos 40 anos

Ano passado, a temporada de gripe foi um verdadeiro pesadelo, em parte, devido à uma vacina que terminou desapontando a população. Entretanto, as autoridades de saúde informaram melhorias feitas para combater melhor a nova onda em 2018.

Em 2017, cerca de 80 mil pessoas morreram de gripe nos EUA, incluindo 180 crianças; sendo considerada a pior temporada dos últimos 40 anos. Em New Jersey, mais de 20 mil pessoas adoeceram e 3 crianças morreram de complicações relacionadas à gripe. As salas de emergência dos hospitais lotaram. Um tipo de vírus agressivo, o H3N2, assolou o país na última temporada. Embora a vacina contra a gripe utilizada em 2017 tenha tido 40% de eficácia, ela provou ser eficiente somente 25% contra o vírus H3N2, conhecido como o mais complicado de combater, segundo os Centros de Controle & Prevenção de Doenças (CDC).

Apesar de o Departamento de Saúde de New Jersey ainda não ter divulgado estatísticas, já foram registrados alguns casos de gripe no Estado Jardim. “Enquanto ainda parece esporádico, parece que a gripe já chegou”, disse o Dr. David Cennimo, professor assistente de Medicina Pediátrica e doenças infecciosas na Rutgers New Jersey Medical School.

Este ano, os especialistas desenvolveram uma vacina que combate os vírus H1N1 (gripe suína), H3N2 (que aterrorizou em 2017) e o Influenza B. Embora possam variar de ano para ano, as vacinas apresentam entre 40% a 60% de eficácia. Existem, vários tipos diferentes de vacinas, entretanto, a mais comum é feita a partir de ovos de galinha. As vacinas são produzidas em ovos através de um processo complexo e viram combater entre 3 a 4 tipos de vírus que possam circular numa determinada estação. Esse tipo de vacina é considerado seguro para a maioria da população, segundo o CDC.

Além disso, existem várias formas de ministrar as vacinas: Injetando-a através do músculo, injeções com alta dosagem (outra opção disponível para idosos), à base de células (o ovo de galinha não é utilizado), flublock (não utiliza o vírus da gripe e nem ovos) e spray nasal (para quem não gosta de injeções).

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend