Estudante acusado de matar universitário brasileiro é indiciado em NY

Foto1 Michael Roque Estudante acusado de matar universitário brasileiro é indiciado em NY
Michael Roque é acusado de matar a facadas o estudante brasileiro João Souza
Foto1 Joao Souza  Estudante acusado de matar universitário brasileiro é indiciado em NY
João Souza foi morto a facadas no dormitório Windham Hall, no campus da Binghamton University

Caso seja considerado culpado, Michael Roque poderá ser condenado entre 25 anos de detenção e prisão perpétua

Na segunda-feira (15), um mês exato depois que João Souza, de 19 anos, calouro da Binghamton University (SUNY-BU), foi morto a facadas no quarto de seu dormitório, o colega de universidade Michael M. Roque, de 20 anos, foi indiciado por homicídio em 2º grau. Caso seja considerado culpado, o réu poderá ser condenado entre 25 anos de detenção e prisão perpétua. Uma audiência será agendada para o acusado, morador em Long Island (NY), na Corte do Condado de Broome como resultado do indiciamento ocorrido na segunda-feira.

Roque é acusado de causar intencionalmente a morte do estudante brasileiro, que fatalmente esfaqueado na noite de 15 abril no dormitório Windham Hall, segundo o indiciamento. Os promotores públicos não revelaram ao público o motivo do homicídio. O promotor público distrital do Condado de Broome, Steve Cornwell, informou que o escritório dele está pronto para iniciar o julgamento do caso.

Os documentos apresentados no tribunal detalham que Roque teria golpeado Souza múltiplas vezes com uma faca, aproximadamente às 10:23 da noite, no quarto G17 do Windham Hall no campus da BU. A polícia da Binghamton University disse que o assassinato não foi aleatório.

A investigação começou logo após a ocorrência do crime, quando duas ligações telefônicas foram feitas ao serviço de emergências (911) e outra à polícia da BU. “O caso caminhou, de certa forma, rapidamente”, disse Cornwell aos repórteres em 16 de abril, após Roque ter sido preso sem direito à fiança. “Nós falamos com muitas testemunhas no caso, muitas pistas surgiram”.

Os agentes começaram a procurar o suspeito logo depois de encontrarem João no quarto dele e, no dia seguinte, vasculharam os arredores do campus em busca da arma usada no crime e outras evidências. As autoridades não informaram em que dormitório Roque foi encontrado ou como ele foi identificado como suspeito. Os vídeos gravados pelas câmaras de segurança da BU registraram um indivíduo saindo do local do crime; o rosto dele estava parcialmente coberto comum capuz e usava luvas. Roque alegou inocência.

O assassinato do estudante brasileiro é o segundo envolvendo um estudante da BU, provavelmente perpetrado por outro estudante, nesse ano acadêmico. Souza estudava Engenharia na instituição. O jovem deixou os pais, Alexandra e Renata Souza, e a irmã Helena Souza.

. Campanha beneficente:

Em 18 de abril, a T. Warren Goz, amiga de João, moradora em Port Chester (NY), lançou no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/joao-souza-parents-and-family; cujo objetivo é angariar US$ 50 mil. A verba arrecadada será usada para as despesas com o funeral e sepultamento do estudante, assim como a criação de um fundo de ajuda a crianças pobres brasileiras que desejam treinar futebol. Até a tarde de quarta-feira (16), haviam sido angariados US$ 40.849.

“Este fundo é para homenagear a memória de João Souza, que foi assassinado cruelmente em 15 de abril de 2018, quando estava na faculdade na SUNY Binghamton. João era um grande amigo para muitos, o seu calor e a maneira como ele se conectava com as pessoas fará terrivelmente falta. O propósito original desse fundo era ajudar a família a pagar pelas despesas associadas a essa tragédia. A família expressou que o dinheiro arrecadado será doado a um fundo em homenagem ao João para ajudar crianças carentes no Brasil que sonham em jogar futebol, esporte que trouxe tanta alegria ao João em sua curta vida. A família acha que esse fundo honraria a memória de João ajudando os outros a fazer o que ele mais amava. Mais detalhes sobre o fundo específico serão fornecidos em breve”, diz a postagem no GoFundMe.com

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend