Menina brasileira luta contra síndrome rara em Illinois

Foto7 Lavinia Santos Menina brasileira luta contra síndrome rara em Illinois
Lavínia Santos sofre de uma condição chamada “Deficiência do Receptor IFN-Gama” (Foto: Facebook)

Lavínia Santos tem dificuldade em combater infecções e a única esperança dela de cura é um transplante de medula óssea

Ainda na infância, Lavínia Santos, de 6 anos, sofre de uma condição chamada “Deficiência do Receptor IFN-Gama”. Ela tem dificuldade em combater infecções e a única esperança dela de cura é um transplante de medula óssea. Esta linda menina, filha de imigrantes brasileiros, vive em Chicago (Ill.).

. Campanha beneficente:

“Você pode fazer a diferença na vida de Lavínia e de centenas de crianças que necessitam um transplante de medula óssea!” Convidou Roosevelt Ramos, coordenador da Fundação Icla da Silva.

Os brasileiros que vivem nos Estados Unidos e têm de 18 até 44 anos podem se registrar a qualquer momento como possível doador de medula óssea através do link: join.bethematch.org/Doeesperanca. Informações: Tel.: (407) 276-4860, falar com Roosevelt Ramos.

. Importância do registro:

O coordenador explicou que, como a base genética brasileira é muito diversa, em virtude das várias etnias que formam a população, é importante que cada vez mais brasileiros se cadastrem como possíveis doares de medula óssea. Para efetuar o registro é necessário que os interessados preencham os seguintes requisitos: Tenham entre 18 e 44 anos. O registro é gratuito e não importa o status migratório. Necessita residir nos USA. O registro pode ser feito online: join.bethematch.org/saveme. Registre-se como um possível doador de medula óssea pelo telefone: Envie mensagem de texto: Cure135, para: 61474. Necessita residir nos USA. Em uma semana, o interessado receberá em sua residência um envelope selado com um kit para o teste genético. Basta fazer a fricção dos cotonetes na parte interna da bochecha e colocar na caixa do correio.

“Estamos perdendo nossas crianças por falta de solidariedade, ajude a salvar uma vida!” Encorajou o ativista.

Mais informações podem ser obtidas através do tel.: (407) 276-4860, falar com Roosevelt Ramos ou do e-mail: [email protected]

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend