Ex-juiz apoiador de Trump pega 20 anos de prisão por tráfico humano

Foto16 Tim Nolan 1024x795 Ex juiz apoiador de Trump pega 20 anos de prisão por tráfico humano
Conservador, Tim Nolan iniciou uma campanha local a favor do então candidato presidencial Donald Trump

Tim Nolan poderia pegar mais de 100 anos de detenção devido às 28 acusações, algumas delas envolvendo sexo com menores

Na sexta-feira (9), o ex-juiz Tim (Timothy) Nolan foi sentenciado a 20 anos de detenção, após assumir a culpa por tráfico humano. Ele usou drogas, ameaças de prisão e despejo para forçar mulheres e jovens menores de 18 anos a fazer sexo, segundo as acusações lidas no tribunal pela Juíza Kathleen Lape.

Nolan assumiu a culpa em 21 acusações desde 2004. Além de tráfico humano e tentativa de tráfico humano, as acusações incluem dar drogas e álcool a menores. Conforme o acordo, Nolan cumprirá 20 anos de prisão e pagará US$ 100 mil de multa. Ele estará elegível para liberdade condicional em 4 anos, informou o advogado de defesa dele. A juíza lerá a sentença em 29 de março.

O caso abalou Kentucky. Nolan atuou como juiz distrital desde a virada da década de 70 ao início dos anos 80 e se tornou uma figura política conhecida. Ele iniciou uma campanha local a favor do então candidato presidencial Donald Trump, era atuante e entusiasta em inúmeros assuntos conservadores do movimento “Tea Party”, além de ser eleito para fazer parte do Comitê Escolar do Condado de Campbell em 2016.

O réu, de 71 anos, entrou na sala de audiências em Newport (Ky) trajando um terno cinza e demonstrando calma quando olhava as poucas pessoas presentes; sendo a maioria profissionais da mídia. Nenhum parente de ambos os lados estiveram presentes. Após assumir a culpa, Nolan agradeceu os advogados dele, a juíza e o um médico que participou do caso e “me fez perceber as coisas”.

“Obrigado, juíza, pela sua tolerância nesse caso”, disse ele.

Durante 10 minutos, Lape leu as acusações que pesavam contra o ex-juiz, que assumiu a culpa em cada uma delas. As acusações descreveram aquilo que supostamente Tim teria feito com as vítimas. Em algumas delas, ele teria pedido a uma menor de idade para massagear as costas dele e manter relações sexuais por dinheiro, conforme as acusações.

A juíza revelou algumas das acusações:

. Nolan teria pagado algumas vítimas com heroína e remédios controlados em troca de sexo.

. Pelo menos uma vítima morava na propriedade dele no Condado de Campbell. Ele ameaçou despejá-la a menos que mantivessem relações sexuais.

. Ele ameaçou algumas vítimas de prisão, incluindo dizendo à uma delas que ele ligaria para os amigos dele no FBI e outras autoridades de segurança para prendê-la.

Nolan poderia ser condenado a mais de 100 anos de prisão em decorrência das 28 acusações, incluindo 4 acusações envolvendo tráfico de menores. O total de vítimas em 21 acusações no caso foi de 19, incluindo alguns adolescentes.

“A punição nesse caso não anulará o trauma sofrido pelas vítimas, mas trará desfecho e alguma justiça”, disse o Promotor Público Geral Andy Beshear através de um comunicado. “Eu quero agradecer ao Departamento de Polícia do Condado de Campbell e a nossa equipe especial de promotores públicos por trabalharem nesse caso”.

Como um juiz conservador e ex-líder comunitário terminou assumindo a culpa por tráfico humano? A resposta não foi divulgada na sexta-feira (9). A advogada de defesa dele, Margo Grubbs, inicialmente permitiu que Nolan respondesse à imprensa na sala de audiências, antes de ser impedida. Ela disse que o ex-juiz se responsabilizava pelos atos cometidos por ele. Ela fez referências vagas sobre como o sexo é visto.

“Ele se responsabilizou totalmente pelas ações as quais nos dias e geração dele não seriam necessariamente consideradas tráfico humano”, alegou Grubbs. “Eu estou dizendo que detalhes citados pelas vítimas não necessariamente equivalem ao que realmente aconteceu, pois todos nós sabemos que há dois lados de cada história. A parte triste disso  é que geralmente os réus encontram obstáculos intransponíveis que permitam provar inocência completa”.

“O Sr. Nolan tem sido um servidor público no Condado de Campbell a maior parte da vida dele, portanto, em algum ponto deve haver redenção para aqueles que cometeram delitos, mas isso deve ser equilibrado com o que eles contribuíram”, concluiu Grubbs.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend