Ex-promotor assumiu ter recusado o teste do bafômetro

Foto28 Luis A. Valentin Ex promotor assumiu ter recusado o teste do bafômetro
Luís A. Valentin terá que usar um lacre especial na ignição do carro durante 6 meses

Luís A. Valentin foi o primeiro promotor público latino em New Jersey e indicado pelo então Governador Richard Codey em 2005

O antigo promotor público do Condado de Monmouth admitiu ter se recusado a ser submetido ao teste do bafômetro, depois de ser parado pela polícia, e teve a carteira de motorista suspensa por 7 meses. Em março, Luís A. Valentin, de 50 anos, morador em Manalapan, assumiu a culpa em não permitir que fosse efetuado o teste, na cidade de East Windsor.

Além disso, o tribunal determinou que o réu usasse um lacre especial na ignição do carro durante 6 meses. O aparato não permite que o veículo dê a partida se o nível de álcool no sangue do motorista estiver superior ao limite legal.

As outras duas acusações, dirigir de forma negligente e não se manter em uma faixa, foram canceladas. Luís pagou a multa de US$ 306.

Valentin foi o primeiro promotor público latino em New Jersey e indicado pelo então Governador Richard Codey em 2005. O governador atual, Chris Christie, decidiu não indica-lo novamente em 2010, quando o mandato de 5 anos expirou.

Luís havia trabalhado previamente com Christie na Promotoria Pública Federal em New Jersey, onde atuou como chefe da Unidade de Crimes Violentos. Além disso, ele havia trabalhado como promotor assistente no Condado de Hudson.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend