Falso advogado é acusado de lesar imigrantes em US$ 30 mil

Foto6 Efrain Vargas Falso advogado é acusado de lesar imigrantes em US$ 30 mil
Efrain Vargas disse à três mulheres que poderia ajuda-las a conseguir a residência permanente (green card). (Foto: DA)

Caso seja considerado culpado, Efrain Vargas poderá ser condenado a até 7 anos de prisão

Um indivíduo disse à 3 mulheres que ele poderia ajudar-lhes a conseguir a residência permanente (green cards), ao invés disso, ele roubou milhares de dólares delas. Na quarta-feira (13), foi preso no Bronx (NY) Efrain Vargas, de 62 anos, acusado de ter lesado as imigrantes em até US$ 30 mil passando-se por advogado, informou Madeline Singas, promotora pública distrital do Condado de Nassau.

O acusado compareceu ao tribunal, onde ouviu oficialmente as 3 acusações de estelionato em 3º grau, 3 acusações de fraude no serviço de assistência aos imigrantes, esquema para fraudar em 1º grau e 3 por praticar ou fingir ser advogado sem ser graduado ou registrado.

Vargas está em liberdade condicional e deverá retornar ao tribunal em 23 de janeiro. Caso seja considerado culpado da acusação mais grave, ele poderá ser condenado a até 7 anos de prisão.

“Esse réu é acusado de explorar os imigrantes ao fingir ser um advogado e prometer ajudar a resolver os problemas migratórios deles”, disse Madeline. “Os esquemas envolvendo advogados são comuns demais no Condado de Nassau, portanto, eu encorajo todos que podem ter sido lesados que contatem o meu escritório”.

Conforme a promotora, entre março e maio de 2017, Vargas teria se apresentado como advogado para 3 mulheres que procuraram os serviços deles para obter a residência permanente. Durante os encontros com as mulheres, Efrain disse-lhes que poderia ajuda-las a regularizar o status delas e pediu (como forma de pagamento) depósitos em dinheiro ou Money Orders. Entretanto, ele recebeu o dinheiro e nunca realizou trabalho algum. No total, detalhou Singas, Vargas teria roubado mais de US$ 30 mil das mulheres.

Uma delas contatou o Escritório de Assuntos Gerais dos Imigrantes (OIA) da Promotoria Pública (DA) e uma investigação foi iniciada imediatamente. Os investigadores descobriram as duas outras vítimas e que Vargas não era membro da Ordem dos Advogados de Nova York (BAR).

Qualquer pessoa que tenha sido vítima de golpe por parte de um advogado de imigração pode telefonar para a DA’s Tip Line: (516) 571-7755 ou o OIA: (516) 571-7756.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend