Família faz campanha para liberar brasileiro detido pelo ICE

%name Família faz campanha para liberar brasileiro detido pelo ICE
Júlio Ferreira é casado com Lisandra Ferreira e o casal possui 2 filhos menores (detalhe), na Filadélfia (PA) (Foto: GoFundMe.com)

Júlio Ferreira foi preso por agentes de imigração quando saía de casa para o trabalho, em novembro do ano passado

Em novembro de 2018, agentes do Departamento de Imigração (ICE) prenderam Júlio Ferreira, morador na Filadélfia (PA), quando ele saía de casa para o trabalho. Desde então, a esposa dele, Lisandra Ferreira, vem lutando para liberar o esposo do centro de detenção, mas, para que isso aconteça, o brasileiro terá que pagar a fiança de US$ 18 mil.

Na sexta-feira (5), foi iniciada no website GoFundMe.com a campanha beneficente: https://www.gofundme.com/f/help-julio-ferreira-be-released; cujo objetivo é angariar US$ 18 mil para o pagamento da fiança. Até a tarde de sábado (6), haviam sido arrecadados US$ 1.770.

“Olá, estou tentando juntar dinheiro depois que meu esposo e pai dos meus filhos foi levado para a custódia do ICE fora de sua casa em Filadélfia, PA, enquanto estava a caminho ao trabalho. Júlio Ferreira está detido desde 4 de novembro de 2018. Recentemente, pela graça de Deus, ele foi autorizado a permanecer nos EUA. Ele foi condenado a pagar fiança de US$ 18.000,00 antes de poder ser liberado. Nós tentamos contatar as agências de títulos, mas todas elas exigem uma garantia (que muitos imigrantes não têm) e não tivemos sorte com os fundos de bônus.

Júlio veio para os EUA há 20 anos, procurando uma vida melhor e oportunidades para si e para sua família. Ele tem uma esposa e filhos, o mais novo tem 5 anos de idade. Como todos sabem, a falta da presença de um pai na vida de um filho é muito dolorida. Júlio era o provedor principal para sua família. Sua esposa e, especialmente seus filhos, sentem muita falta dele e só o querem em casa. Se alguém puder ajudar, doar, ou simplesmente compartilhar esse evento, seria muito bem vindo e agradecido. Que Deus abençoe todos vocês”, diz a postagem no GoFundMe.com.

. Como proceder no caso de uma abordagem?

Ativistas divulgaram algumas dicas sobre como os imigrantes devem agir caso sejam abordados por agentes do ICE.

. Não abra a porta:

Uma das orientações é que os migrantes não abram as portas para os agentes do ICE. Ao invés disso, pergunte aos agentes se eles têm um mandado de busca. Se eles disserem que sim, peça-lhes para colocá-lo debaixo da porta. Você não é obrigado a responder a qualquer pergunta.

Procure seu nome, endereço e uma assinatura no mandado. Uma ordem de remoção do ICE não é suficiente para permitir a deportação. Determine que tipo de garantia você terá. Um mandado de busca assinado por um juiz permite que os agentes vistoriem sua casa. Se for um mandado de prisão, saia, mas certifique-se de que todos os outros permaneçam dentro da casa.

. Peça um advogado:

O imigrante deve saber que tem direito a um advogado. Se os agentes tentarem entrar em sua casa à força, diga-lhes que você “não autoriza a entrada” e peça para falar com um advogado.

. Permaneça em silêncio e proteja suas informações:

Se você estiver sendo detido ou preso, exerça seu direito de permanecer em silêncio e não assine nada sem a presença de um advogado. Não forneça suas informações pessoais, nem impressões digitais. Não forneça seu cartão de identificação ou seus documentos.

Se você estiver em um espaço público, pergunte aos agentes se você está sendo preso. Se eles disserem sim, você tem o direito de permanecer em silêncio até que seu advogado esteja presente. Se eles disserem não, você pode sair. Se você está detido, tem o direito de pedir fiança.

. Documente tudo:

Também é importante documentar tudo. Você tem o direito de gravar vídeos e fotos. Faça anotações das placas das viaturas usadas na operação e dos números dos crachás dos agentes. Então, informe o incidente telefonando para a linha direta de alguma entidade que defende os imigrantes ou advogado. Por isso, é importante ter sempre anotado estes contatos.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend