Filme sobre os Sopranos começa filmagens em Newark

Foto15 Newark Filme sobre os Sopranos começa filmagens em Newark
Os tumultos ocorridos em Newark em 1967 foram resultados da tensão racial existente na maior cidade de New Jersey

Os cinegrafistas transformaram o Branford Place em uma rua de Newark de 1967

Policiais da tropa de choque e guardas nacionais em um veículo blindado entraram em um bairro de Newark na noite de quarta-feira (8). Em qualquer outro dia, Branford Place seria uma área comercial repleta de lojas e restaurantes. Entretanto, foi a segunda noite do set de filmagens do filme “Os Muitos Santos de Newark”, da série “Sopranos”, para o qual os cineastas tentaram recriar a atmosfera dos tumultos ocorridos em Newark em 1967. Para esse fim, a equipe colocou um carro em chamas e atores que representavam moradores de Newark, correndo nas ruas e fugindo da polícia e veículos militares.

A história de Newark na vida real é o cenário da estória “Sopranos”, a qual retrata a infância do futuro chefe da máfia Tony Soprano. Os tumultos de 1967, que ocorreram durante 4 dias em julho, deixaram 26 mortos. Em um episódio da primeira temporada do programa, um flashback mostra a mãe de Tony, Livia, assistindo a notícias sobre os tumultos na TV.

Os tumultos ocorridos em Newark em 1967 foram resultados da tensão racial existente na maior cidade de New Jersey exacerbada durante a luta a favor dos direitos civis, liderada por Martin Luther King.

Os cinegrafistas transformaram o Branford Place em uma rua de Newark de 1967, completa com vitrines detalhadas e o antigo Teatro Adams, marquise incluída. O letreiro “retrô” neon da Hobby’s Delicatessen, que pertence à família Brummer desde 1962, se encaixa perfeitamente no período de tempo.

Uma máquina de fumaça criou a ilusão de um incêndio na Dragon Tea Room (outra criação do cenário do filme) ao lado do cinema. Atores representando os bombeiros de Newark dos anos 60 se juntaram à polícia nas cenas.

“Eu acho que eles fizeram um trabalho incrível em Branford Place”, diz Luther Engler, policial de Newark há 30 anos. “Eles trouxeram de volta memórias vivas de quando eu estava trabalhando durante os tumultos… Branford Place não se parecia com isso, mas a Springfield Avenue e a South Orange Avenue sim”.

Os detalhes das cenas de tumulto incluem janelas quebradas, lojas saqueadas, ruas alagadas pela água das mangueiras e atores representando fuzileiros da Guarda Nacional, tropas estaduais e policiais de Newark.

Engler, de 77 anos, agora consultor financeiro, atua como consultor técnico do filme, especializado em oficiais de Newark e soldados estaduais.

O filme originalmente contatou um tenente da polícia da cidade de Nova York, aposentado e com perícia técnica, mas ele disse que não sabia nada sobre os tumultos de Newark. Um dos clientes de Engler conhecia o homem e indicou o veterano da polícia de Newark.

Engler, que também é um veterano do corpo de fuzileiros navais, entrou para o Departamento de Polícia de Newark pouco antes dos tumultos de 1967. “Estávamos patrulhando numa viatura com rádio quando aconteceu”, diz ele.

“Os Muitos Santos de Newark”, co-escrito pelo criador de “Sopranos”, David Chase e Lawrence Konner, será lançado nos cinemas em 25 de setembro de 2020, mais de 13 anos após o final da icônica série da HBO.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend