Grupo de 247 imigrantes se entrega aos agentes na fronteira

Foto11 Imigrantes detidos Grupo de 247 imigrantes se entrega aos agentes na fronteira
O grupo, formado a maior parte por famílias, menores desacompanhados e oriundos da América Central, precisou de cuidados médicos
Foto11 Fidel Baca Grupo de 247 imigrantes se entrega aos agentes na fronteira
Numa coletiva de imprensa, o patrulheiro Fidel Baca comunicou a prisão dos 247 imigrantes aos repórteres

Eles cruzaram clandestinamente a fronteira no Novo México pouco depois da meia noite na quarta-feira (16)

Na madrugada de quarta-feira (16), agentes da Patrulha da Fronteira (CBP) prenderam um grupo de 247 imigrantes, alguns deles com necessidade de cuidados médicos, depois que eles se entregaram às autoridades. Conforme os agentes que atuam na Camp Bounds Foward Operating Base, o grupo grande de imigrantes entrou clandestinamente no Novo México e se entregou pouco após à meia-noite.

O grupo, formado a maior parte por famílias, menores desacompanhados e oriundos da América Central, precisou de cuidados médicos. As autoridades suspeitam que eles possam ter feito parte de uma operação de contrabando de pessoas.

“Traficantes organizados e inescrupulosos estão explorando a área e a proximidade com a fronteira para mover grupos grandes de pessoas. Esses grupos são instruídos sobre onde cruzar e se entregarem às autoridades. Dessa forma, os coiotes nunca têm que atravessar a fronteira e arriscarem ser presos”, relatou um representante da CBP.

Os especialistas classificaram a jornada seguida pelos imigrantes desde o México rumo aos EUA “perigosa” e “traiçoeira”. Uma menina guatemalteca de 7 anos de idade morreu em dezembro de 2018 depois de passar por uma trajetória similar. Embora ela tenha morrido sob a custódia da CBP, as autoridades alegaram que a falta de comida e água durante vários dias seguidos definitivamente a levou à morte.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend