Ice prende 150 indocumentados, apesar de alerta de prefeita

Foto4 Libby Schaaf  1024x733 Ice prende 150 indocumentados, apesar de alerta de prefeita
“Eu não me arrependo de ter compartilhado essa informação”, rebateu Libby Schaaf

Libby Schaaf alertou aos residentes Oakland (CA) que “fontes seguras” haviam dito-lhe que uma batida era iminente

Agentes federais de imigração prenderam mais de 150 pessoas na Califórnia, dias depois que a prefeita da cidade de Oakland alertou sobre as batidas, foi anunciado na terça-feira (27). O Departamento de Imigração (ICE) informou que as detenções ocorreram ao longo de 3 dias, começando no domingo (25), e cobriu cidades desde Sacramento, ao norte, a Stockton, no Central Valley. Aproximadamente, metade dos detidos tinham antecedentes criminais, detalharam as autoridades.

No sábado (24), a Prefeita Libby Schaaf alertou aos residentes que “fontes seguras” haviam dito-lhe que uma batida era iminente; considerando “dever e obrigação moral” dela alertar as famílias.

O aviso “teve o objetivo de conceder tempo suficiente a todos os residentes para aprenderem sobre seus direitos e opções legais”, disse ela através de um comunicado, na noite de terça-feira (27), publicou o San Francisco Chronicle.

Legisladores na Califórnia, desde prefeitos ao Governador Jerry Brown, têm resistido ao combate na imigração clandestina por parte da administração Trump. Eles alegam que tal postura prejudica indivíduos que obedecem as leis e separa famílias, incluindo cidadãos americanos natos. O diretor do ICE, Thomas Homan, criticou Schaaf e a cidade dela através de um comunicado sugerindo que as batidas tiveram como alvo as “cidades-santuário”, as quais restringem a colaboração das autoridades policiais locais com os agentes do ICE.

“As jurisdições santuários como San Francisco e Oakland abrigam criminosos estrangeiros perigosos do cumprimento das leis federais à custa da segurança pública”, disse Homan. “Devido ao fato dessas jurisdições impedirem o ICE de prender criminosos estrangeiros nas instalações seguras de cadeiras e penitenciárias, eles também forçam o ICE a realizar prisões nas comunidades, o aumenta os riscos para o cumprimento das leis e o público”.

Os defensores das cidades-santuário agem motivados pelo aumento da segurança pública ao promoverem a confiança entre as autoridades de segurança locais e as comunidades imigrantes, destinando os recursos parcos da polícia para outras necessidades mais urgentes no combate à criminalidade.

O ICE alegou que as prisões incluíram indivíduos condenados por crimes como agressões com arma mortal, incluindo um homem que havia sido previamente deportado para o México 8 vezes.

Na noite de terça-feira (27), Schaaf defendeu a decisão tomada por ela. “Eu não me arrependo de ter compartilhado essa informação. Trata-se do direito legal de Oakland de ser uma cidade-santuário e nós não burlamos lei nenhuma. Nós acreditamos que as comunidades estão mais seguras quando as famílias estão unidas”, rebateu a Prefeita.

A batida realizada pelo ICE é a segunda desde que a diretriz santuário entrou em vigor em janeiro. As autoridades migratórias já prenderam mais de 200 pessoas no início de janeiro na região metropolitana de Los Angeles (CA).

 

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend