ICE prende mais de 100 indocumentados em companhia de jardinagem

Foto29 Batida na Flower e Garden Center ICE prende mais de 100 indocumentados em companhia de jardinagem
O ICE informou que os funcionários devem ser acusados ​​de roubo de identidade e evasão fiscal (Foto: ICE)

As autoridades migratórias detiveram 114 funcionários em 2 filiais da empresa Flower & Garden Center, em Ohio

Na terça-feira (5), agentes do Departamento de Imigração & Alfândega (ICE) prenderam 114 funcionários em uma empresa de jardinagem e paisagismo no norte de Ohio. As prisões ocorreram nas cidades de Sandusky e Castalia, em duas filiais da empresa Flower & Garden Center do Corso, segundo a Associated Press.

O ICE informou que os funcionários devem ser acusados ​​de roubo de identidade e evasão fiscal. Nenhuma acusação foi feita contra a empresa, de acordo com a AP, mas as autoridades dizem que ela está sob investigação.

A batida realizada na empresa de paisagismo ocorre em meio à repressão do Presidente Donald Trump às empresas que contratam imigrantes que estão em situação irregular nos EUA. A Corso’s estaria sob investigação desde outubro de 2017. Steve Francis, um funcionário do ICE em Detroit, informou que a investigação foi iniciada após a prisão de uma mulher que fornecia documentos de identidade roubados para candidatos à vagas de emprego que estavam  ilegalmente no país. Essa prisão teria levado os investigadores a Corso, onde 123 funcionários tinham registros suspeitos.

“Verificamos que muitos americanos obviamente não sabiam disso. Isso lhes causou muitas dificuldades”, disse Francis. “Não é o que consideramos estritamente uma batida migratória num local de trabalho”.

As prisões aconteceram alguns meses depois que os agentes do ICE realizaram a maior operação em uma década, de acordo com o jornal The Washington Post. Quase 100 pessoas foram presas na Southeastern Provision no Condado de Grainger, Tennessee.

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend