ICE teme que tribunal impeça a deportação de “ladrões de identidade”

 

Foto4 Thomas Hodgson ICE teme que tribunal impeça a deportação de “ladrões de identidade”
O Xerife Thomas Hodgson, do Condado de Bristol (MA), anunciou que perseguirá esses “impostores” nas penitenciárias administradas por ele

As autoridades alegam a existência de detentos indocumentados usando identidades falsas

Representantes das autoridades migratórias confirmaram que penitenciárias e delegacias na região do Bay State estão abrigando imigrantes indocumentados, entretanto, eles expressaram a preocupação que uma ordem judicial recente emitida pela Suprema Corte de Massachusetts possa prejudicar os esforços em identificar e deportar esses detentos.

“As autoridades migratórias têm consciência do assunto e é por isso que a decisão da Suprema Corte de Massachusetts é tão terrível”, disse o porta-voz Shawn Neudauer, do Departamento de Imigração (ICE), na terça-feira (3).

Em julho, a Corte determinou que as autoridades municipais e estaduais não possuem a autoridade de manter alguém detido tendo como base somente o status migratório. Um artigo publicado no jornal Herald também na terça-feira citou a preocupação de um xerife que um número grande de imigrantes indocumentados detidos possa estar utilizando a identidade roubada de cidadãos americanos; gerando a possibilidade de que eles possam ser liberados ao invés de deportados.

“O fato de que Massachusetts limita a cooperação com as autoridades migratórias, aumenta a probabilidade de que esses imigrantes ilegais retornem às vizinhanças”, disse Neudauer.

“Nós temos a plena consciência de que esse tipo de fraude está acontecendo e é por isso que nós temos o documento e a força-tarefa de combate à fraude para perseguir aqueles que portam identidades e documentos falsificados”, acrescentou. O porta-voz comentou que ainda não é certo quantos “impostores” estejam encarcerados em Massachusetts.

Semana passada, agentes do ICE prenderam 50 indivíduos suspeitos de estarem ilegalmente nos EUA no Bay State como parte da ação nacional batizada de “Operação Cidade Segura”. As autoridades federais de imigração focalizaram nas cidades e regiões em que o acesso às delegacias e penitenciárias havia sido negado para interrogar indivíduos suspeitos de violarem as leis de imigração ou jurisdições onde os pedidos de prisão feitos pelo ICE não foram acatados.

Chris Fallon, porta-voz do Departamento Estadual de Correções (DOC), não respondeu diretamente as perguntas sobre a possibilidade de indocumentados fingirem ser cidadãos americanos, mas frisou que as penitenciárias fazem o possível para determinar a identidade dos prisioneiros.

“O DOC recolhe as impressões digitais de todas as admissões novas e nós colhemos o DNA que é enviado à base de dados da ‘Combined DNA Index System”, disse Fallon através de um comunicado. “Nós também temos um arquivo dos nomes usados pelos detentos em nosso sistema”.

Na terça-feira (3), o jornal Herald publicou que o Xerife Thomas Hodgson, do Condado de Bristol (MA), anunciou que perseguirá esses “impostores” nas penitenciárias administradas por ele. Thomas planeja treinar seus subordinados através de um programa criado para identificar indocumentados que roubaram identidades para criar documentos fraudulentos que os identifiquem.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend