Imigração é tema central em exibição de desenhos em Ohio

Foto22 Donald Trump Cartoon Imigração é tema central em exibição de desenhos em Ohio
“Dê-me seus ricos, seus brancos, seus cristãos, mas podem ficar com as suas massas de muçulmanos que sonham em respirar livres” (Página de Opinião do Daily Herald)

A mostra no Museu da Universidade Estadual retrata vários aspectos sobre o tema

A maior parte das exibições que ocorrem no Billy Ireland Cartoon Library & Museum, em Ohio, são agendadas com muitos anos de antecedência. Entretanto, num dos espaços disponíveis para o outono de 2017, os administradores do museu na Universidade Estadual de Ohio mudaram os planos e decidiram seguir a tendência dos meios de comunicação.

“Na realidade, nós havíamos reservado um espaço para uma exibição de desenhos sobre a guerra do Vietnam”, explicou a curadora do museu, Jenny Robb. “Aproximadamente, há um ano e meio, nós começamos a ver o tão importante a imigração se tornou nas últimas eleições e também sabíamos que conhecíamos um grupo rico de cartunistas que estavam retratando os vários aspectos da imigração”.

Ela decidiu adiar a exibição sobre a guerra do Vietnam e organizar outra centrada no assunto que foi tema constante de discussão nas campanhas presidenciais em 2016. “Nós simplesmente decidimos que a época é mais ideal”, explicou Robb, que organizou a exibição com Jared Gardner, professor de Literatura, Cultura Popular e Filme na Ohio State.

A “Looking Backward, Looking Foward: US Immigration in Cartoons & Comics” apresenta uma série de cartunistas cujos trabalhos opinam, elogiam ou condenam a imigração. Algumas pessoas podem pensar que o assunto é extenso ou sensível demais para ser contido nos confins de um painel de desenhos, mesmo assim Robb acreditam que os criadores de arte cômica têm estado interessados há muito tempo sobre o tópico.

“Por bem ou mal, inúmeros cartunistas políticos abordaram esse assunto”, respondeu ela. “Eles estão respondendo ao fato de que políticos estão falando sobre isso e as pessoas também estão falando sobre isso no cotidiano”.

Muitos dos desenhos mais marcantes celebram os Estados Unidos como uma nação cuja herança histórica é inseparável da imigração. Alguns cartunistas alegam que o país renega suas raízes quando restringe a imigração. Muitos dos desenhos políticos do século 20 expressam esse sentimento. Por exemplo, um painel de 1993 de Jimmy Margulies, do Record, acrescenta palavras novas na base da Estátua da Liberdade: Além de “massas agrupadas” a estátua agora dá as boas vindas àqueles com currículos desejáveis e histórico de crédito bom.

A exibição também apresenta desenhos históricos que retratam os imigrantes de forma ofensiva ou estereotipada, como o “The High Tide of Immigration – A National Menace” (1903), de Louis Dalrymple. “Nós tentamos adotar uma abordagem equilibrada”, explicou Robb.

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend