Imigração: Prefeito declara estado de emergência no Arizona

Foto9 Doug Nicholls Imigração: Prefeito declara estado de emergência no Arizona
“Nós temos sim um problema na fronteira sul”, disse Booker. “Os democratas não deveriam negar que nós temos”

Doug Nicholls, prefeito de Yuma, disse que tomou a decisão depois que quase 1.300 imigrantes chegaram ao município dele de 95 mil habitantes

Um prefeito no estado do Arizona declarou estado de emergência em decorrência do grande número de imigrantes que os agentes federais estão enviando à cidade fronteiriça dele. Doug Nicholls, prefeito de Yuma, um republicano, disse na terça-feira (16), que tomou a decisão depois que quase 1.300 imigrantes chegaram ao município dele de 95 mil habitantes, ao longo dos últimos 19 dias.

Ele alertou que as ONGs que ajudam os imigrantes estão atuando acima da capacidade delas e que não  há indícios que o fluxo irá terminar. Nicholls pediu mais ajuda às autoridades federais.

Na terça-feira (16), o Senador Cory Booker (D-NJ) admitiu haver um problema com a imigração clandestina na fronteira sul do país e pediu aos colegas democratas para não negarem a gravidade da situação. Ele fez o comentário durante um comício realizado em Sergeant Bluff, Iowa.

“Nós temos sim um problema na fronteira sul”, disse Booker. “Os democratas não deveriam negar que nós temos. As nações devem ter fronteiras; as fronteiras deveriam ser respeitadas”.

Entretanto, ele aproveitou a oportunidade e criticou o Presidente Donald Trump com relação à promessa de construção de um muro ao longo de toda a fronteira com o México. Durante a campanha eleitoral de 2016, ele prometeu a construção da barreira para impedir o fluxo de imigrantes centro-americanos que cruzam clandestinamente a fronteira em busca de asilo nos EUA.

“O meu problema com esse presidente é esse número um; as tecnologias dele não funcionam. Eu já fui à fronteira, conversei com os nossos patrulheiros”, disse Booker. “Eles disseram; de forma alguma nós precisamos de um muro de costa a costa”.

“Nós agora podemos usar sensores, tecnologias, drones e muito mais para proteger a fronteira; isso é o que nós deveríamos fazer”, concluiu.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend