Imigração prende na Louisiana pedófilo “mais procurado”

Foto11 Jose Melchor Martinez Imigração prende na Louisiana pedófilo “mais procurado”
José Melchor Martinez foi condenado por abusar sexualmente de uma criança na Carolina do Norte, em novembro de 2002 (Foto: ICE)

José Melchor Martinez já havia sido deportado e reentrou clandestinamente nos EUA

Na quarta-feira (17), agentes do Departamento de Imigração & Fiscalização (ICE) prenderam um dos fugitivos mais procurados pelo Departamento de Fiscalização & Operações de Remoção (ERO). A ação ocorreu durante uma batida no centro da Louisiana que resultou na captura de um condenado foragido e que agora enfrenta acusações criminais adicionais.

José Melchor Martinez, também conhecido como “José Luís Martínez Sánchez”, natural do México e indocumentado, foi preso na manhã de quarta-feira por uma equipe especial do ERO em Nova Orleans após a execução de um mandado de prisão federal em uma residência em Church Point, Louisiana. Martinez foi condenado por abusar sexualmente de uma criança no Condado de Mecklenburg, Carolina do Norte, em novembro de 2002. Após a liberação da prisão, o ICE o deportou para o México em setembro de 2003.

Martinez reentrou ilegalmente nos EUA após a deportação, que é um ato criminoso de acordo com a lei federal. Ele foi então encontrado pela polícia local em Acadia Parish, que o prendeu por dirigir embriagado. José foi condenado por DUI em 30 de abril e sentenciado a liberdade condicional. Na ocasião , o ERO iniciou esforços para localizar Martinez depois de saber do retorno dele aos EUA, o que culminou com a obtenção de um mandado de prisão emitido no Distrito Ocidental da Louisiana por reentrada ilegal de um criminoso anteriormente removido.

Após a conclusão do processamento do ICE, também na quarta-feira, Martinez foi entregue à custódia do Serviço de Marshals (Marechais) dos EUA, onde ele permanece sob custódia enquanto aguarda seu processo criminal no Distrito Oeste de Louisiana.

“Este caso é um excelente exemplo do foco contínuo da ICE em priorizar seus esforços de localizar e prender estrangeiros ilegalmente no país e que representam ameaça à segurança pública”, disse Trey Lund, diretor da jurisdição de Nova Orleans. “Apesar das tentativas de alguns de confundirem o público, o ICE não conduz batidas aleatórias ou indiscriminadas e os esforços de fiscalização da agência tornam as comunidades mais seguras para todas as pessoas, independentemente do status migratório, removendo criminosos perigosos das ruas”.

Nos EUA, aproximadamente 90% de todas as pessoas presas pela ICE durante os 3 primeiros trimestres do ano fiscal de 2018 tinham antecedentes criminais, uma acusação criminal pendente ou já estavam sujeitas à ordem de remoção emitida por um juiz federal de imigração.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend