Imigrante mata colega de trabalho com serra elétrica

Foto12 Miguel Navarro Imigrante mata colega de trabalho com serra elétrica
Miguel Navarro, de 24 anos, foi oficialmente acusado na Corte do Condado de Pierce de homicídio intencional em 1º grau e desordem

Miguel Navarro atacou fatalmente Israel Valles Flores no telhado de uma casa em que eles trabalhavam em Ellsworth (Wis.)

Investigadores dizem que brincadeiras de mau gosto fizeram com que um trabalhador na instalação de telhados matasse um colega com uma serra elétrica circular em Ellsworth (Wis.). Na quinta-feira (9), Miguel Navarro, de 24 anos, morador em St. Louis, foi oficialmente acusado na Corte do Condado de Pierce de homicídio intencional em 1º grau e desordem que resultaram na morte de Israel Valles Flores, de 37 anos, também residente em St. Louis.

Conforme as acusações, Navarro foi visto atacando Flores com uma serra elétrica circular quando ambos estavam no telhado de uma casa em River Falls. A vítima caiu no telhado da garagem da residência, onde morreu em decorr6encia dos ferimentos. Uma testemunha relatou que Miguel continuou cortando Israel mesmo depois que a vítima caiu de costas no telhado da garagem. A testemunha acrescentou que Flores passou a serra para Navarro que imediatamente cortou o pescoço do colega de trabalho. Uma serra circular ensanguentada foi encontrada no solo.

Durante uma teleconferência, Navarro relatou que outros trabalhadores, incluindo Israel, estavam debochando dele porque ele não se sentiu bem após ter feito sexo. Aparentemente, não houve discussão antes do ataque. Ele estava aborrecido por ter sido debochado e “estava internamente bastante aborrecido”, detalha a acusação. Ele também pensou que havia sido drogado, talvez, para trabalhar mais e não estava sendo pago por isso.

Após o ataque, a testemunha ouviu Navarro chamar por ele, mas correu com medo de que também fosse atacada. A autópsia revelou que Flores sofreu 10 cortes profundos, incluindo no rosto, pescoço e costas. As veias jugular e carótida no pescoço foram ambas cortadas.

Outra audiência para o réu foi agendada para segunda-feira (13). Ele permanece detido e não informado se ele contratou um advogado de defesa.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend