Imigrante polêmica nos EUA leva surra em fila de show de Anitta

Foto25 Day McCarthy Imigrante polêmica nos EUA leva surra em fila de show de Anitta
A surra levada por Day McCarthy foi filmada e o vídeo postado no perfil “Alfinetei” no Instagram

Day McCarthy gerou polêmica nas redes sociais depois que chamou de “macaca” a filha do ator global Bruno Gagliasso

Na última quinta-feira (28), a autodenominada “socialite” Day McCarthy, cujo nome real é Daiane Lopes, foi espancada por outra mulher enquanto aguardava numa fila do show da cantora Anitta em Londres. A surra foi gravada por alguém que estava presente e postada no Instagram, no perfil Alfinetei. Na postagem, não foi explicado o motivo da agressão.

“Credo que delícia, digo que absurdo”, diz a legenda do vídeo, que já recebeu 35.993 “likes” e 47.542 comentários.

Day McCarthy ganhou destaque momentâneo e gerou polêmica depois que chamou de “macaca” a filha do casal Bruno Gagliasso e Giovana Ewbank, num vídeo postado por ela nas redes sociais. Além disso, ela teria também postado outro vídeo no qual diz que teria visto a cantora Anitta cheirar cocaína.

Além de Titi e Anitta, o filho da apresentadora Ana Hickman também já foi alvo de ataques por parte de McCarthy.

. Geradora de polêmicas:

Sempre através de “selfies”, os vídeos gravados por McCarthy geraram polêmica na internet. Dayane Alcântara Couto de Andrade, de 29 anos, natural de Cancelas (ES), tornou-se do dia para a noite uma “celebridade” nas redes sociais, entretanto, não por bons motivos. Ela, que se identifica na internet como “Day McCarthy”, é acusada de ter postado em 2017 injúrias raciais contra a filha do casal de atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Tanta atenção fez com que o Departamento de Polícia do Condado de Henrico, na Virgínia, informasse que Dayane já foi presa no estado, em 19 de setembro de 2015, em decorrência das acusações de “manter ou frequentar prostíbulo”. Inicialmente, a imprensa brasileira havia divulgado que ela morava no Canadá, entretanto, Dayane vive em Las Vegas (NV).

A blogger, que se autodenomina “socialite” e “escritora”, chamou a menina Titi, de 4 anos, filha de Gagliasso e Ewbank, de “macaca”.

“A menina é preta. Tem o cabelo horrível de pico de palha. Tem o nariz de preto horrível. E o povo fala que a menina é linda”, diz McCarthy na gravação. ”Ficam elogiando aquela macaca, preta, horrível, e o povo fala que a menina é linda”. E ainda destacou que o ”o povo só puxa o saco porque (a criança) é adotada por famosos”.

Além disso, a “socialite” questionou como ”duas pessoas brancas, dos olhos claros, teriam uma filha negra”.

Em outras postagens polêmicas, Dayane comparou a filha do casal Roberto Justus e Ticiane Pinheiro, Rafaela Justus, que sofre de uma síndrome rara, ao boneco Chucky, do filme “Brinquedos Assassinos”, e nem o filho de 3 anos da apresentadora Ana Hickmann, Alexandre, escapou. Nessa postagem, a sexualidade da criança é questionada. Ana e o marido registraram queixa em São Paulo. Já a cantora Anitta foi acusada por McCarthy de consumir drogas. Demonstrando ousadia, ela diz na postagem que possui o vídeo para provar, entretanto, nunca o postou.

McCarthy acumulou seguidores e desafetos em decorrência das declarações polêmicas. Pouco mais de um mês após as ofensas racistas contra Titi, ela voltou a ser assunto nas redes sociais. A polêmica da vez envolveu religião. Em um de seus vídeos postados no YouTube a blogger queima uma página da Bíblia em repúdio aos evangélicos.

 

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend