Imigrante que fraudou IRS corre risco de deportação

Foto26 Imposto de Renda Imigrante que fraudou IRS corre risco de deportação
Lucas Hernandez Torres poderá ser condenado a até 10 anos de detenção por fraudar o IRS

Lucas Hernandez Torres também mentiu durante o processo de aquisição da cidadania americana

Na segunda-feira (8), Lucas Hernandez Torres, de 47 anos, morador em Hazleton (PA), foi acusado de fraudar o governo dos EUA e fornecer informações falsas no processo de naturalização. As acusações são o resultado de uma investigação realizada pelo Departamento de Imigração (ICE), Setor de Investigações da Segurança Nacional (HSI) e a Receita Federal (IRS). Elas foram apresentadas em 1 de fevereiro de 2017, mas permaneceram seladas até 27 de setembro de 2018.

Lucas assumiu a culpa com relação às acusações em 25 de abril de 2017 e aguarda o pronunciamento da sentença. Ele poderá ser condenado à pena máxima de 10 anos de prisão.

Torres admitiu ter fraudado o IRS ao permitir que comparsas declarassem os dependentes dele em suas declarações do imposto de renda, consequentemente, recebendo créditos e restituições. Em troca disso, ele recebia propinas. Além disso, o réu fez declarações falsas com relação às rendas que não havia recebido, portanto, recebendo mais créditos. A fraude ocorreu nas declarações preenchidas entre 2010 a 2014. Ele é natural do México e mentiu durante o processo de aplicação para a cidadania americana.

 

Related posts

Comentários

Send this to a friend